Plataforma Movimento Coletivo abre chamada pública para projetos

Com o objetivo de alavancar ações de diversas áreas de impacto social, a Coca-Cola Brasil lança a plataforma de investimento social Movimento Coletivo. Até o fim de 2017, serão destinados R$3 milhões, por meio de chamadas públicas, para iniciativas que promovam causas como acesso à água, educação nutricional e equidade de gênero e raça.

Pedro Massa, diretor de sustentabilidade e valor compartilhado da Coca-Cola Brasil, afirma que a iniciativa privada, governo e sociedade civil devem estar juntos na busca de soluções de impacto em escala. “Precisamos reconhecer o trabalho que a sociedade civil organizada desenvolve no nosso país e ajudar a fortalecer o terceiro setor. Ao lançar o Movimento Coletivo, aceitamos o desafio de encontrar maneiras de aproveitar o potencial de ações consistentes e inovadoras no Brasil”, complementa.

Do total investido, R$ 600 mil serão direcionados para o primeiro edital relacionado ao programa Água+Acesso, que visa viabilizar soluções inovadoras para o acesso e tratamento de água para consumo. “No Brasil, 35 milhões de pessoas não tem acesso à água tratada. É nosso papel promover a busca por soluções aos grandes desafios sociais e ambientais do país. Estamos fortemente engajados em liderar ações para proteger as fontes de água, promover seu uso racional, sua conservação e ampliar o acesso em comunidades de todo o Brasil”, reforça Pedro.

Podem participar do primeiro edital relacionado ao programa Água+Acesso pessoas físicas representando uma empresa, pessoas jurídicas, grupo de pesquisa, universidade ou organização social que apresentem soluções para desafios mapeados em parceria com organizações de acesso à água. Serão selecionados e implantados até dez projetos-piloto em frentes como soluções de energia renovável para sistemas de água, saneamento para famílias em comunidades isoladas, perfuração de poços, tratamento de água em pequenas comunidades, entre outros.

A Plataforma Movimento Coletivo será contínua e de longo prazo, contando com um conselho independente externo, com caráter deliberativo, formado por profissionais de diversos setores, e que estará envolvido ao longo de todas as etapas.

As inscrições para o primeiro edital podem ser realizadas até o dia 7 de julho. Para ter acesso ao regulamento completo e ao formulário de inscrição, o interessado deve acessar o portal da Plataforma Movimento Coletivo. Os editais referentes aos projetos de saúde e nutrição e iniciativas que promovam equidade de gênero e raça estarão disponíveis em breve no mesmo portal.

FacebookTwitterLinkedInGoogle+