Fundação Maurício Sirotsky Sobrinho (FMSS) seleciona iniciativas de estímulo à leitura e escrita

Com a proposta de contribuir para a concretização do Plano Nacional de Educação (PNE) e das 5 metas estabelecidas pelo Todos Pela Educação para a melhoria da qualidade da educação no país, o Grupo RBS e a Fundação Maurício Sirotsky Sobrinho (FMSS) lançam o 5º Prêmio RBS de Educação – Para Entender o Mundo.

O Prêmio procura valorizar educadores, no Estado do Rio Grande do Sul, que promovam práticas educativas de estímulo às habilidades de leitura e escrita. “Ao estimular e dar visibilidade a projetos que atuem com este foco, acreditamos que possamos incentivar educadores a criarem ou até manterem projetos que tenham como algum dos pilares a relação entre leitor e texto. Como cada texto exige uma competência diferente, a tarefa do mediador é auxiliar o leitor a estreitar seu contato com a palavra escrita, buscando formas de compreendê-la”, comenta Amaralina Xavier, coordenadora da iniciativa.

Os interessados em participar da premiação deverão elaborar um vídeo, com duração de um a cinco minutos, para apresentar e explicar o projeto de mediação, finalizado ou em andamento, de leitura desenvolvido na escola em que atuam. Na categoria I: Educador de Escola Pública, podem participar educadores e profissionais vinculados às instituições de ensino, que estejam lecionando em 2017, a alunos matriculados em instituições públicas, mantidas pelo poder público estadual, municipal ou federal. Já na categoria II: Educador de Escola Privada, podem participar educadores e profissionais vinculados às instituições de ensino, que estejam lecionando em 2017, a alunos matriculados em instituições de ensino privadas.

Tendo em vista que desenvolver estas habilidades perpassa todas as áreas de conhecimento, a premiação não se restringe a projetos nas disciplinas de Português e Literatura.

Amaralina Xavier destaca que a novidade desta edição é criação de uma premiação especial para trabalhos que tratem dos temas: raça, gênero e inclusão. “A busca por colocar luz nestes assuntos está diretamente ligada aos 17 Objetivos do Desenvolvimento Sustentável (ODS), propostos pela Organização das Nações Unidas (ONU), pois questões como equidade, inclusão e diversidades são consideradas fundamentais para a construção de sociedades mais justas e humanitárias. A leitura permite ampliar o universo de conhecimento de jovens e crianças, ao juntarmos isto à temáticas importantes como estas, propiciamos que a escola se reforce como espaço pacífico para o debate e a construção de atitudes cidadãs”, pondera a coordenadora.

Seleção

A seleção terá diversas etapas. Inicialmente, um especialista irá analisar a ficha de inscrição. Os projetos que obtiverem mais de 50 pontos, passarão para a etapa seguinte. Na segunda fase, especialistas irão analisar os vídeos dos projetos. Os 12 mais bem pontuados de cada categoria (Educador de Escola Pública e Educador de Escola Privada) serão classificados para a terceira etapa. Neste momento, um grupo de convidados do Grupo RBS e parceiros que compõe o Comitê, irão definir três finalistas de cada categoria. Na última etapa, os três finalistas terão seus vídeos publicados no site do Prêmio RBS de Educação e submetidos à avaliação popular. O projeto mais votado será o vencedor da categoria.

Os vencedores das categorias Educador de Escola Pública e Educador de Escola Privada receberão R$ 4 mil e troféu. Já os premiados nas categorias extras Gênero, Raça e Inclusão ganharão R$ 2 mil e troféu. Todos os 15 finalistas serão premiados com R$ 500,00 e certificado.

A FMSS oferece ainda, em parceria com o Cenpec, o curso online “Encontro de Leituras para Boas Conversas”, visando qualificar a formação de novos leitores. O curso é gratuito e pode ser realizado por qualquer interessado no tema de mediação de leitura de todo o Brasil. Ao final, será emitido um certificado pela Secretaria de Estado da Educação do Rio Grande do Sul, desde o participante tenha finalizado a formação até o dia 23 de novembro.

Inscrição

As inscrições devem ser realizadas até o dia 11 de agosto no site (clique aqui). Os participantes deverão enviar à coordenação do prêmio uma ficha técnica e o vídeo produzido. Na ficha, o participante deverá apresentar o contexto de trabalho; as modificações no espaço e a escolha dos recursos que precisaram ser feitas para ambientar o trabalho de leitura na sala de aula; exemplos de rodas de leitura que aconteceram; desenvolvimento de atividades que incorporem novas linguagens, hábitos, suportes e maneiras de ler próprios do mundo contemporâneo; resultados alcançados; entre outras questões.

Para esclarecer eventuais dúvidas sobre a premiação, envie e-mail para: premioeducacao@gruporbs.com.br.

FacebookTwitterLinkedInGoogle+