A relação entre periferias e negócios de impacto é tema de webdocumentário

Para além da alta concentração de populações negras e da expectativa de vida inferior em mais de 20 anos, o desemprego é outro indicador que marca as diferenças e a exclusão das periferias brasileiras. Segundo dados da Pesquisa Nacional por Amostra de Domicílios (PNAD), publicada em maio deste ano pelo Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE), 13,2% da força de trabalho na região Sudeste está desocupada. O índice nacional, que hoje é de 12%, atingiu seu menor nível no final de 2013 (6,2%) e terminou 2018 em uma crescente, atingindo 11,6%.

O Mapa da Desigualdade 2018, organizado pela Rede Nossa São Paulo, mostrou que, enquanto na Barra Funda, bairro da Zona Oeste paulistana, existem 59 postos de trabalho formal para cada dez moradores, a proporção no bairro Cidade Tiradentes, na Zona Leste de São Paulo, é de dois postos de trabalho formal a cada 100 habitantes.

Frente a esse cenário, uma das saídas para quem quer trabalhar e não consegue emprego é começar algo próprio. Por essa razão, o empreendedorismo, há muito tempo é uma realidade nas periferias, além de uma forma criativa encontrada para solucionar os desafios do cotidiano.

Com o objetivo de conectar esse cenário aos debates em torno dos investimentos e negócios de impacto, tema que vem ganhando o interesse de empreendedores, investidores, aceleradoras, academia e governo, a Aupa – Jornalismo em Negócios de Impacto Social – que atua pelo fortalecimento da comunicação sobre impacto no Brasil – lançou o webdocumentário Perimpacto: onde a periferia e os negócios de impacto se encontram.

A produção é a primeira de uma série denominada Aupa Doc e marca o primeiro aniversário do canal. Produzido em parceria com o Instituto Sabin, o filme traz depoimentos de especialistas do setor como Edgard Barki (professor da FGV-SP e doutor em Administração de Empresas), Eduardo Pedote (um dos fundadores do Bemtevi Investimentos Sociais), Vivianne Naigeborin (assessora estratégica da Potencia Ventures), Maure Pessanha (diretora-executiva da Artemisia), Marcelo Rocha (DJ Bola) e Fabiana Ivo (ambos da A Banca).

O projeto contempla a visão da periferia por seus próprios protagonistas, com entrevistas com empreendedores e apoiadores locais em Itaquera e Cidade Tiradentes, bairros da Zona Leste de São Paulo. A direção é da Zine Filmes.

A produção pode ser conferida na íntegra neste link.

Notícias relacionadas

Apoio institucional