Campanha Criança Esperança completa 30 anos e traz novidades nesta edição

A campanha “Criança Esperança” –  uma parceria da Globo com a Unesco no Brasil – completa, em 2015, 30 anos e traz diversas novidades, que visam potencializar a mobilização em torno do tema da garantia dos direitos das crianças e adolescentes.

O lançamento da nova edição ocorreu no dia 16 de julho, na sede da Globo em São Paulo, com o Seminário “Diálogos da Esperança”. A proposta foi promover uma reflexão sobre os 25 anos do Estatuto da Criança e do Adolescente (ECA), discutindo a respeito de temáticas como educação, cultura, combate à violência e qualidade de vida.

O debate contou com a participação de especialistas da área, como João Ricardo Costa, presidente da Associação dos Magistrados Brasileiros; Daniel Cara, coordenador-geral da Campanha Nacional Pelo Direito à Educação; Reinaldo Bulgarelli, sócio-diretor da Txai Consultoria e Educação; e Luciana Guimarães, fundadora do Instituto Sou da Paz. O encontro será exibido pelo canal GloboNews no dia 26, às 21h.

Durante o seminário, foi lançado também o livro ‘Criança Esperança: 30 anos, 30 histórias’, que apresenta depoimentos de pessoas e coordenadores de projetos apoiados pela campanha, que relatam sua atuação em defesa da infância e da juventude (clique aqui para acessar a publicação).

Participação

A Campanha tem como base fundamental a doação de recursos de pessoas físicas para projetos selecionados pela Unesco. A arrecadação acontece pelos telefones 0500 20015 007, 0500 2015 020 e 0500 2015 040 (neste ano será de 1 a 30 de agosto), assim como pelo site ou em casas lotéricas credenciadas, durante o ano inteiro. Ao longo destes 30 anos, a Campanha direcionou mais de R$300 milhões para mais de 5 mil projetos sociais, beneficiando mais de 4 milhões de crianças e adolescentes em todas as regiões do país.

Beatriz Azeredo, diretora de Responsabilidade Social da Globo, destaca que a iniciativa já virou referência em relação à atuação social da Globo e ganhou credibilidade e reputação junto aos brasileiros, que permite com que a campanha se mantenha viva durante esse longo período de tempo. “Conseguimos manter um nível alto de engajamento e participação, com uma história de fidelidade dos doares”, comenta.

Outro aspecto importante para a permanência da ação por 30 edições, acredita Beatriz, é o processo aberto de seleção das organizações participantes numa temática essencial, que é garantia de direitos da infância e juventude. “É interessante que, ao olharmos esses projetos que foram sendo apoiados nestes anos, temos um filme de como o terceiro setor foi mudando”, comenta, destacando que, entre as principais conquistas do Criança Esperança nestes 30 anos, está a possibilidade de colocar na pauta de debate nacional e trazer visibilidade à questão da infância e juventude.

Novidades

Entre as novidades da campanha está a divulgação da lista dos 30 projetos que serão apoiados antes do início das doações. As organizações participantes desta edição foram selecionadas a partir de um edital, que convocou todas as entidades que já foram, em algum momento, beneficiadas pelo Criança Esperança nestes anos. Todas as organizações podem ser conhecidas pelo site, que traz um mapa interativo apresentando em detalhes cada uma das iniciativas a serem beneficiadas.

A proposta, segundo a diretora de Responsabilidade Social da Globo, é ampliar o engajamento das pessoas na campanha a partir de uma maior visibilidade aos projetos, tendo em vista que eles serão amplamente divulgados ao longo do mês de agosto pela TV. “Acreditamos que, ao dizermos diretamente para quem será doado o recurso, aumenta a identificação do doador, pois ele não irá doar para uma causa ampla, mas, agora, vai saber que está doando para os jovens da favela da Maré, no Rio de Janeiro, ou para o projeto de esporte paraolímpico, em Porto Alegre, ou ainda a uma escola inovadora na Ilha de Marajó. Ao tornar as coisas mais tangíveis acreditamos que temos a possibilidade de alavancar mais a participação”, comenta.

Outro aspecto da nova edição é a ampliação do tempo de participação na campanha. Agora, as instituições passam a ser beneficiadas por um período de dois anos e poderão ser contempladas com o repasse de até R$ 450 mil durante este período – sendo até R$ 250 mil no primeiro ano e R$ 200 mil no segundo ano. Beatriz destaca que, com essa nova proposta, será possível às entidades aplicarem os recursos em questões que exigem um tempo maior, como construções de novos espaços, por exemplo, e também aprofundar o relacionamento da campanha com as organizações.

Ao longo dos dois anos, além monitoramento das ações pela Unesco, a Globo irá acompanhar dando visibilidade aos resultados que forem alcançados pelos projetos. “Vai ser bem interessante, pois será possível criar uma familiaridade maior dos doadores com os projetos, pois não será apenas uma doação num dia, mas eles vão acompanhar a aplicação dos recursos por meio da nossa divulgação”, comenta a diretora da Globo.

Para colaborar com a disseminação da campanha, o Criança Esperança conta com quatro mobilizadores que já vêm atuando nos últimos meses, rodando o país e visitando os projetos sociais selecionados para receberem os recursos: Leandra Leal, Dira Paes, Flavio Canto e Lázaro Ramos. Eles foram os escolhidos para integrar a campanha por seu histórico de envolvimento com causas sociais.

Já a partir desta semana e até o fim de agosto, toda a programação da Globo estará engajada na campanha. O programa ‘Como Será?’, por exemplo, terá uma série de reportagens com projetos beneficiados em edições anteriores do ‘Criança Esperança’ e o ‘Fantástico’ contará com a série o ‘Caminhos da Esperança’, com os quatro mobilizadores, apresentando novos projetos selecionados por esta edição.

O programa do Criança Esperança, que vai ao ar na noite do dia 15 de agosto, também terá novidades. Nesta edição comemorativa de 30 anos, o evento será ao vivo, diretamente do Projac, e contará, pela primeira vez, com um ‘Mesão da Esperança’ dentro do programa, com 30 artistas atendendo aos telefonemas e participando ativamente da atração. Além disso, o programa contará com três palcos nos quais os artistas estarão reunidos durante todo o evento, cantando músicas que celebram o espírito da campanha.

A Globo é associada do GIFE.

Apoio institucional