Com o objetivo de promover alimentação segura, sustentável e acessível, Edital Fundação Cargill chega a sexta edição

Identificar, estimular o desenvolvimento e apoiar a gestão de projetos, negócios de impacto social e pesquisas voltadas à alimentação segura, sustentável e acessível é o objetivo do Edital Fundação Cargill, que, em 2020, chega a sua sexta edição. 

A chamada é destinada a selecionar projetos ou pesquisas que abordem a questão da alimentação e sejam realizados por negócios de impacto social, organizações da sociedade civil (OSCs), startups e instituições de ensino superior e pesquisa. Terão prioridade ações desenvolvidas em cidades onde haja presença da Cargill Agrícola ou de empresas do grupo ou em localidades em um raio de até 150 quilômetros dessas cidades. 

Além disso, as propostas devem estar alinhadas a pelo menos uma das três linhas temáticas: iniciativas inovadoras no combate a perda e desperdício de alimentos; inovação tecnológica (soluções e pesquisa) na cadeia de alimentos; e parcerias para inovação e fortalecimento do empreendedorismo na cadeia da alimentação.

Vale ressaltar que as iniciativas não precisam relacionar-se diretamente a alimentação, mas a âmbitos correlatos como meio ambiente; promoção da saúde; nutrição e alimentação da população; produção de conhecimento e o acesso à informação sobre segurança alimentar e nutricional; implementação de políticas públicas e estratégias sustentáveis e participativas de produção; tecnologias para transportar, armazenar e conservar os alimentos; entre outros. 

Seleção 

O processo de seleção será dividido em seis fases. Na primeira, a comissão responsável irá avaliar o preenchimento dos formulários e envio dos documentos solicitados. Em seguida, na triagem inicial, será verificado o alinhamento do projeto às três áreas temáticas e critérios como inovação, alinhamento e coerência, planejamento e gestão, impacto e relevância, escalabilidade e mobilização e perenidade. 

Na terceira fase, serão analisados os vídeos que os proponentes solicitados deverão enviar e, em seguida, podem ser consultados para esclarecimento de dúvidas. A quinta etapa será marcada por visitas às instituições inscritas e a sexta pela apresentação dos finalistas à diretoria da Fundação. 

Ao final desse processo, a ideia é selecionar até 15 projetos que tenham duração máxima de dois anos para receber entre R$ 50 mil e R$ 200 mil. A divulgação do resultado está prevista para dezembro deste ano. 

Inscrições 

Interessados em participar devem realizar sua inscrição até 24 de abril mediante preenchimento do formulário disponível neste link. Antes disso, é recomendado que os proponentes leiam o regulamento e façam o download do formulário de inscrição modelo. Eventuais dúvidas podem ser esclarecidas via e-mail [email protected]

Apoio institucional