Edital valoriza produção audiovisual afro-brasileira

No último mês, o Ministério da Cultura, em parceria com a Fundação Cultural Palmares, lançou o edital Curta Afirmativo 2014 com o objetivo de apoiar a produção de obras nacionais inéditas dirigidas ou produzidas por negros. No total, R$ 3 milhões serão investidos em 34 obras selecionadas pelo edital. As inscrições já estão abertas e podem ser realizadas até dia 30 de janeiro de 2015.

A proposta do edital “Curta Afirmativo 2014: protagonismo de cineastas afro-brasileiros na produção audiovisual nacional” é promover a regionalização da produção audiovisual nacional, além de destacar cineastas afro-brasileiros nesse processo produtivo. Das 34 obras que serão premiadas, 21 serão curtas-metragens com temática livre e 13 serão média-metragens que deverão abordar a cultura de matriz africana.

Os projetos audiovisiuais devem ser inscritos por pessoas físicas autodeclaradas negras (pretos e pardos, de acordo com as categorias do Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística – IBGE), brasileiros natos ou naturalizados, que se apresentem obrigatoriamente como diretor ou produtor. As obras podem ser ficção ou documentário, com a possibilidade de utilização de técnicas de animação.

O lançamento desse edital faz parte de ações afirmativas do MinC voltadas para a população afrodescendente. Na edição de 2012, o Curta Afirmativo beneficiou 30 projetos de jovens realizadores e produtores negros, com o apoio financeiro de mais de R$ 2 milhões.

Interessados em inscrever suas propostas podem acessar o edital na íntegra, no site do Ministério da Cultura.

As inscrições são gratuitas e devem ser feitas online, pelo sistema SALICWEB, até o dia 30 de janeiro de 2015.

Apoio institucional