Fórum Amazônia Sustentável se reafirma como espaço de diálogo

Este ano participei pela primeira vez do fórum Amazônia Sustentável, que aconteceu em Belém nos dias 1 e 2 de outubro. A iniciativa de criação do Fórum surgiu com o intuito de estabelecer diálogos e cooperação em assuntos relacionados ao desenvolvimento sustentável na Amazônia, seus povos e suas terras. Este ano, em sua 7ª edição, foi um momento de repactuação das ações do Fórum.

O GIFE é signatário e participa desde o primeiro encontro. A cada ano um tema é selecionado como foco das discussões e, desde sua formação, os assuntos tratados foram os seguintes: a Carta de Compromisso em 2007, Políticas Públicas em 2008, a Carta REDD (Redução de Emissões por Desmatamento e Degradação) em 2009, um debate pré-eleições com presidenciáveis em 2010, os Objetivos do Milênio em 2011 e a Integração Pan Amazônica em 2012.

Dados os desafios contidos nos atuais cenários político, econômico e social que se colocam para a Amazônia, assim como o cenário interno do Fórum, o tema de 2013 foi buscar novas perspectivas para sua atuação.

Foi um encontro interessante, primeiramente pela variedade de membros, tendo representações do setor privado, público, ONGs e as chamadas redes – como o GTA, Grupo de Trabalho Amazônico, que reúne comunidades da floresta.

Por ser um momento de repactuação, o evento reuniu um número enxuto de participantes, sendo aproximadamente 60 integrantes. Dos associados do GIFE, são signatários o Núcleo Oikos, Fundação Roberto Marinho, Fundação Ford, FAS, Fundação Jari, Avina e Petrobrás, além de algumas mantenedoras, como Banco do Brasil, Grupo André Maggi, Walmart, Alcoa, Natura e Camargo Correa. Estavam presentes, no entanto, apenas a Avina,Petrobrás, e as últimas três mantenedoras mencionadas.

Até 2013, um dos papéis ao qual o Fórum havia se proposto era de mediar conflitos dos signatários. No entanto, este foi um dos pontos que se concluiu na reunião que não será mais papel do Fórum. A Ouvidoria e o Conselho de Ética ficam, portanto, extintos a partir deste 7º encontro. (O GIFE ocupava uma cadeira no Conselho de Ética, mas seu mandato se encerraria em 2013). Já os princípios da Carta de Compromisso foram reafirmados.

O Fórum Amazônia Sustentável levantou também um retrato dos principais temas que vem sendo tratados na região, e que podem ser trabalhados neste espaço, podendo ser descritos (em linhas gerais) como sendo a importância de se agilizar o acesso aos recursos de compensação ambiental, construção coletiva de protocolos de interação entre empresas e comunidades e o Cadastro Ambiental Rural (exigência do novo Código Florestal).

Outros tópicos foram tratados, e serão futuramente descritos aqui na Rede. Deixo como destaque do Fórum, no entanto, a reafirmação de seu papel como espaço de diálogo e cooperação para os múltiplos setores que atuam na região.

O evento ofereceu uma visão geral do que o Fórum já foi capaz de realizar e quais as perspectivas futuras. Mais que isso, foi possível notar como este espaço de diálogo é importante para os seus membros, dando destaque aos povos amazônicos. Ë um lugar onde podem se colocar, trazer suas inquietações, conhecer outros membros de setores diferentes que atuam em sua região, verem e serem vistos.
*Mariana Moraes é coordenadora de relacionamento do GIFE

Compartilhar
Twittar
Compartilhar
+1