Frente Parlamentar Mista em Defesa das Organizações da Sociedade Civil foi lançada em setembro

No dia 10 de setembro foi lançada, em Brasília, a Frente Parlamentar Mista em Defesa das Organizações da Sociedade Civil, cujo objetivo é a promoção do direito à livre organização, da participação social como modo de garantir a democracia e da cultura de engajamento social.

Coordenada pelo deputado Afonso Florence (PT-BA), a Frente Parlamentar conta com um conselho consultivo, do qual fazem parte a Cáritas Brasileira, Visão Mundial, Associação Brasileira de Captadores de Recursos (ABCR), Coordenadoria Ecumênica de Serviço (Cese), Associação Brasileira de Organizações Não Governamentais (Abong), União Nacional das Organizações Cooperativistas Solidárias (Unicopas), Fundação Grupo Esquel do Brasil (FGEB) e Grupo de Institutos, Fundações e Empresas (GIFE).

 

 

A iniciativa teve a adesão de 210 parlamentares, e seu foco de trabalho será  acompanhar a elaboração e implementação de políticas relacionadas às organizações e atuar para a promoção do Marco Regulatório das Organizações da Sociedade Civil (MROSC).

“A Frente foi criada com a ideia de manter um espaço de diálogo entre o Congresso Nacional e as Organizações da Sociedade Civil (OSC), e conta com um conselho de oito organizações com expressiva participação e representação na sociedade brasileira”, avalia Eleutéria Amora, diretora Nacional da Abong.

“Esse espaço é importante para termos voz, apresentarmos propostas em determinadas mudanças e construção de leis. Como o caso da Reforma Tributária, por exemplo. As organizações querem opinar, querem dizer o que pensam, evitar a inclusão de mais questões que penalizem a sua existência, e contribuir para a construção de um regime tributário que favoreça o trabalho junto à população brasileira”, completa.

Notícias relacionadas

Dados relacionados ao projeto Sustenta OSC são apresentados em evento sobre o terceiro setor da América Latina

A 12ª Conferência Regional da Sociedade Internacional de Pesquisa sobre o Terceiro Setor reuniu trabalhos sobre o papel da sociedade civil na construção de uma cultura democrática, marcos legais e institucionais das organizações da sociedade civil, sustentabilidade econômica, voluntariado, ações sociais frente à pobreza e vulnerabilidade, estratégias para fortalecimento da cidadania e de políticas públicas, dentre outros temas.

Frente de articulação sobre ITCMD é tema do Grupo de Discussão do projeto Sustenta OSC

A Fundação Tide Setúbal recebeu o primeiro encontro de 2019 do Grupo de Discussão do projeto Sustentabilidade Econômica das Organizações da Sociedade Civil (Sustenta OSC). O destaque da reunião foi o debate sobre a criação de uma frente de articulação sobre ITCMD. Também foi realizada uma breve retrospectiva do ano anterior, além da análise das principais proposições legislativas de interesse do projeto como a Lei 13.800, que regulamenta os Fundos Filantrópicos, e a MP 870/2019, que reconfigurou as atribuições no governo.

2018: destaques do projeto “Sustenta OSC”

Aprovação da Medida Provisória (MP) dos Fundos Filantrópicos, lançamento da websérie Sustenta OSC, grupos de discussão, seminários, debates e publicações marcaram um ano cheio de novidades do projeto Sustenta OSC.

Apoio institucional