Fundação Maurício Sirotsky Sobrinho e Grupo RBS lançam segunda versão do game Logus – A Saga do Conhecimento

Com a proposta de estimular o protagonismo e levar a cultura digital para as escolas por meio da metodologia da gamificação, a Fundação Maurício Sirotsky Sobrinho e o Grupo RBS lançaram a nova versão do projeto Logus – A Saga do Conhecimento. Trata-se de um jogo direcionado às escolas públicas do Rio Grande do Sul, no qual os participantes se envolvem num circuito de tarefas que deverão ser cumpridas ao longo do ano. Ao final, a equipe que somar mais pontos será a vencedora do jogo. A iniciativa conta com o apoio também da Fundação Lemann e o Instituto Jama.

Lucia Ritzel, gerente executiva da Fundação Maurício Sirotsky Sobrinho, destaca que o projeto Logus busca uma aproximação efetiva com os jovens, para promover a conexão com o ambiente escolar e com o prazer de aprender. A ideia é incentivar o desenvolvimento de competências socioemocionais e habilidades, como mobilização, criatividade, espírito de equipe, inovação e atitude.

Em 2015, mais de 630 escolas e 7 mil alunos e professores participaram do jogo, sendo que a equipe vencedora foi da EEEB José Plácido de Castro, de Relvado (RS), cidade com 2 mil habitantes, que recebeu a premiação de R$ 5 mil e mais a construção de uma sala inovadora para a escola.

O projeto propõe que as escolas participem do jogo formando equipes compostas por educadores e alunos, com no mínimo 12 integrantes. Por meio de uma narrativa lúdica, as equipes deverão cumprir quatro missões do jogo em 2016. Ao longo das etapas do game, haverá recompensas em dinheiro e/ou pontuação. No final do ano, as equipes que acumularem mais Logus (os pontos do jogo) serão premiadas.

A primeira das etapas tem como tema ‘sustentabilidade’ e as equipes deverão criar um projeto baseado em um dos 17 Objetivos de Desenvolvimento Sustentável (ODS). Na segunda, o foco é estimular o interesse sobre o conhecimento em política, prevendo atividades que os despertem para uma convivência cidadã. A ONG Politize é parceira nessa fase do game. A terceira etapa conta com a parceria do negócio social Tono e busca trazer aos participantes uma sequência de aprendizados que visam a transformação de um espaço na comunidade onde a escola está inserida. Já a última fase motiva as equipes participem da 4ª edição do Prêmio RBS de Educação, pelo envio de projetos de incentivo à leitura.

Além das missões, outros desafios direcionados serão direcionados à equipe e à comunidade escolar ao longo do ano, como atividades relacionadas às disciplinas de Matemática, Língua Portuguesa, Física, Biologia etc.

Ao final, serão premiadas as três equipes que mais se engajarem e melhor realizarem as missões. Elas receberão R$5 mil, R$ 3 mil e R$ 2 mil, respectivamente.

Apoio institucional