“Fundação Projeto Pescar lança livro “”Pescadores de Sonhos”””

No próximo dia 27, terça-feira, às 19 horas, será realizado um coquetel de lançamento do livro “”Pescadores de Sonho””, no Foyer do Theatro São Pedro (Praça Marechal Deodoro, s/nº), em Porto Alegre. O evento vai reunir empresários, colaboradores e entusiastas do Projeto, concebido em 1976 por Geraldo Tollens Linck.

“”Se deres um peixe a um homem faminto, vais alimentá-lo por um dia. Se o ensinares a pescar, vais alimentá-lo por toda a vida””. Este provérbio filosófico e profundo de Lao Tsé é a própria missão do Projeto, que desde a sua criação, se dedica, junto a empresas franqueadas pela Rede, a oportunizar a jovens em situação de vulnerabilidade social cursos de iniciação profissional e cidadania. Após 32 anos de atuação no auxílio da construção de uma sociedade justa e igualitária, a Fundação Projeto Pescar compilou 32 depoimentos que resultaram num livro intenso e emocionante intitulado “”Pescadores de Sonhos””, organizado por Sylvia Bojunga e Omar L. de Barros Filho (111 páginas).

Na obra, são narradas histórias de superação de jovens que passaram pelo Projeto Pescar em diferentes empresas no Brasil. Todos acreditaram nos seus sonhos, conquistaram uma vaga no mercado formal de trabalho e, hoje, possuem uma profissão. Além disso, aprenderam lições de cidadania que levarão para o resto da vida.

“”Antes de fazer o Projeto Pescar, entrar para uma faculdade nem passava pela minha cabeça””, afirma Janaína Mariane Andrade, que hoje cursa o segundo semestre de Administração de Empresas. Ela credita essa conquista à oportunidade que recebeu através da conclusão do curso de Auxiliar Administrativo na Unidade Projeto Pescar do Laboratório Weinmann, em Porto Alegre. Aos 18 anos obteve sua primeira contratação como auxiliar administrativa na Sulab, empresa fornecedora do Laboratório Weinmann.

Os testemunhos explicitam a gratidão dos jovens à oportunidade que receberam durante o período em que conviveram e mantiveram contato com a rotina de uma empresa e de seus colaboradores. A obra mostra, entre outros aspectos, que a aprendizagem de um ofício representa para estes jovens uma chance real de transformação e a possibilidade de serem inseridos na sociedade, absorvendo ensinamentos do ambiente e retribuindo com sua garra e espírito inovador.

Durante as mais de três décadas, já passaram pelo Projeto cerca de 12,4 mil jovens, que atualmente conta com 103 unidades em onze estados do País, além de oito na Argentina e uma no Paraguai. No Brasil, cerca de 70% dos meninos e meninas preparados pelo Projeto Pescar encontram uma colocação no mercado de trabalho logo após a formatura. É o caso dos personagens do livro que, cada um a sua forma, estão escrevendo suas próprias histórias e contribuindo para a formação de uma sociedade menos desigual.

Apoio institucional