GIFE elege novos Conselhos Fiscal e Governança

O GIFE promoveu na última quarta-feira, dia 18 de maio, sua Assembleia Geral Anual, quando prestou contas do trabalho da organização realizado no último ano e elegeu os novos integrantes para os conselhos de Governança e Fiscal da Rede GIFE de Investimento Social Privado.

Com a participação de 62 associados (de 130), a reunião foi presidida pelo secretário-geral da Fundação Roberto Marinho, Hugo Barreto, homenageado pelos oito anos dedicados ao conselho de Governança, quatro dos quais, como presidente.

Após as apresentações de todos os participantes do evento, o secretário-geral do GIFE, Fernando Rossetti, demonstrou para a audiência o Relatório de Atividades o Plano de Ação realizado em 2010. Ele analisou também o Mapa Estratégico com os resultados dos indicadores.

Em seguida, a gerente de Relacionamento do GIFE, Ana Carolina Velasco, apresentou as organizações que se associaram a Rede no último ano. São elas:

Fundações: Fundação José Carvalho (BA), Fundação Israel Pinheiro (MG) e Fundação Amazonas Sustentável (AM).

Institutos/Associações
: Aldeias Infantis SOS Brasil (SP), BrazilFoundation (RJ), Instituto Synthesis (RJ), Instituto Alair Martins (MG), Instituto Ressoar (SP), Instituto Alana (SP), Instituto Azzi (SP), Instituto Ceagro (MA), Instituto Elizabetha Randon (RS), Fundo Vale (RJ) e Parceiros da Educação (SP).

Empresas: Intel (SP), Pinheiro Neto Advogados (SP), Tim Brasil (RJ), TNT Mercurio (SP),141 Soho Square Comunicação (SP) e Bahia Mineração (BA).

Com esse número, o GIFE conta hoje com 130 associados.

Eleição

Por fim, Denise Aguiar apresentou a proposta de chapa para o biênio 2011-2013. “”A composição da chapa foi definida por consenso pelo Conselho, observando princípios de representatividade da rede e de equilíbrio entre continuidade e renovação de seus membros””, afirmou.

Os novos conselheiros são:

Governança
Denise Aguiar (Fundação Bradesco) – Presidente
Angela Dannemann (Fundação Victor Civita)
Beatriz Azeredo (Instituto Desiderata)
Beatriz Johannpeter (Gerdau)
Bernadette Coser (Fundação Otacílio Coser)
Luis Paulo Saade Montenegro (Instituto Paulo Montenegro)
Maria Alice Setúbal (Fundação Tide Setúbal)
Olavo Monteiro de Carvalho (Instituto Marquês de Salamanca)
Renata de Camargo Nascimento (Instituto de Cidadania Empresarial)
Rogério Arns (United Way Brasil)
Sergio Amoroso (Fundação Orsa)

Fiscal
Claudia Malschitzky (Instituto HSBC Solidariedade)
Roberto Mack (Instituto Ronald McDonald)
Sônia Favaretto (Instituto BM&FBovespa)

“Tenho confiança de que esta chapa conduzirá o GIFE com firmeza e equilíbrio nos próximos dois anos, atendendo tanto às demandas e necessidades de seus associados, quanto a sua missão pública de contribuir para o desenvolvimento social do país”, afirmou Denise Aguiar, eleita pela terceira vez presidente do Conselho de Governança do GIFE.

Prestação de Contas
Os associados presentes na Assembleia também aprovaram as demonstrações financeiras relativas ao exercício de 2010, acompanhados dos Pareceres do Conselho Fiscal e dos Auditores Independentes (BDO Auditores Independentes). Os documentos foram apresentados detalhadamente pelo Gerente Institucional do GIFE, Eleno Gonçalves, antes de serem ratificados.

Segundo ele, o GIFE apresentou R$ 324.079, 20 reais de superávit no exercício do ano passado, chegando a um patrimônio social de R$ 1.898.871,00, em 31 de dezembro de 2010.
Deste montante, R$ 1.465.403,00 se referem ao Fundo Patrimonial da organização.

Articulação
Andre Degenszajn, gerente de Programas do GIFE, ao apresentar o Plano de Ação para 2011, explicou para os associados a nova estratégia de Articulação do GIFE. A partir de agora, o GIFE trabalhará com a perspectiva de Plataformas, cujos temas serão educação, juventude, cultura, marco regulatório, Investimento Social Privado Internacional, entre outras.

Cada plataforma envolverá um conjunto de atividades, definidas por objetivo e público. Assim, numa mesma plataforma, poderá haver desde reuniões exclusivas para empresários até cursos de formação inicial para profissionais que começam a conhecer o campo.

Para garantir profundidade e consistência aos temas tratados nessas instâncias, o GIFE criará ao longo deste ano pequenos grupos de associados, chamados de Comissões, que reúnem de 8 a 12 pessoas de notório saber sobre o tema foco da plataforma.

“Plataformas são mais inclusivas e a segmentação de temas atende melhor os desafios trazidos pelos diferentes associados”.

Apoio institucional