Inscrições abertas para o Prêmio de Criação de Valor Compartilhado da Nestlé

A Nestlé abriu inscrições para a quarta edição do Prêmio de Criação de Valor Compartilhado. A iniciativa acontece de dois em dois anos e destaca projetos com foco Nutrição, Água e Desenvolvimento Rural. Empresas sociais e privadas, e organizações não governamentais (ONGs) podem se inscrever. As inscrições devem ser feitas em inglês, até o dia 28 de fevereiro, no site da Nestlé.

O prêmio tem abrangência global e, dessa forma, organizações de qualquer lugar do mundo, que desenvolvam projetos que beneficiem grupos em condições de vulnerabilidade social, podem concorrer. A ideia principal é reconhecer iniciativas inovadoras de diversos setores da sociedade, que sejam comercialmente viáveis e tenham potencial para se tornarem financeiramente sustentáveis.

Segundo a Nestlé, o objetivo é colaborar com projetos sociais capazes de transformar realidades por meio de ações nas áreas de Nutrição, Água e Desenvolvimento Rural de modo que possam ampliar suas atividades ou mesmo replicá-las. “Existem muitos exemplos de organizações, dos setores privado e sem fins lucrativos, em desenvolvimento ou execução criando iniciativas de valor alinhadas às que a Nestlé acredita. Por isso, a empresa quer encorajar essas iniciativas. Em todos os países onde a Nestlé está presente, as atividades são guiadas pelo conceito de Valor Compartilhado, que se baseia na premissa de que, para o sucesso dos negócios em longo prazo, tão importante como gerar valor para os acionistas é gerar valor para toda a sociedade. Assim, a empresa trabalha para que, desde a produção de matérias-primas, até o consumo dos produtos, todas as etapas proporcionem ganhos para os envolvidos”, explica a companhia.

No total, será concedido um prêmio no valor de CHF 500 mil (Francos Suíços), que corresponde, aproximadamente, a 1,5 milhão de reais. A proposta é investir recursos financeiros e técnicos nas iniciativas vencedoras, contribuindo para que elas ganhem escala e alcancem sustentabilidade financeira. De acordo com a Nestlé, o conselho do prêmio pode atribui-lo a até três vencedores, desde que a premiação total não exceda os 500 mil francos suíços.

A edição anterior do prêmio recebeu 757 inscrições de projetos de 93 países diferentes. A Honey Care Africa, empresa de comércio justo de mel do Sudão do Sul, foi a grande vencedora do prêmio, com um projeto que busca oferecer oportunidade para pequenos produtores rurais e colaborar para a geração de renda adicional por meio da produção de mel. Entre os vice-ganhadores está a MSABI, organização sem fins lucrativos que desenvolve programas rurais de água, saneamento e higiene (WASH) na Tanzânia. Outra vice-ganhadora foi a Sanergy, do Quênia, que fabrica instalações sanitárias para microempreendedores locais, além de coletar e remover resíduos humanos da comunidade, transformando-os em produtos como fertilizantes e energia.

A ficha de inscrição, assim como outras informações podem ser encontradas no site da Nestlé.

* Com informações da assessoria de comunicação da Nestlé.

A Fundação Nestlé Brasil é associada GIFE

Apoio institucional