Inscrições abertas para o processo seletivo do Índice de Sustentabilidade Empresarial

O Índice de Sustentabilidade Empresarial (ISE) da BM&FBOVESPA é uma ferramenta que compara a performance das empresas listadas na BM&FBOVESPA, considerando as práticas de governança corporativa, justiça social, eficiência econômica, e equilíbrio ambiental. Pioneiro na América Latina, a cada ano o ISE seleciona um novo grupo de empresas para compor sua carteira (escolhidas dentre as emissoras dos 200 papéis mais líquidos). As organizações interessadas em compor a carteira de 2015 devem fazer suas inscrições no processo seletivo, como elegível ou “treineira”, até o dia 8 de agosto. As inscrições para a nova categoria “Simulado”, disponível a todas as empresas listradas na Bolsa, também estão abertas.

O principal objetivo do ISE é criar um ambiente de investimento orientado pelas demandas de desenvolvimento sustentável da sociedade atual, estimulando analistas e investidores a considerar em suas análises também as questões ambientais, sociais e de governança.

Existem diferentes modalidades de participação no ISE, que englobam todas as empresas listadas na BM&FBOVESPA. As empresas seguem um ciclo de atividades anual para integrar a carteira, com participação em workshops para debate do conteúdo do questionário (base do processo seletivo), consulta e audiência pública, além de reunião individual com o parceiro técnico da BM&FBOVESPA, o Centro de Estudos em Sustentabilidade FGV-EAESP (GVces). Apenas as empresas selecionadas para compor a carteira têm seus nomes divulgados.

O cenário atual mostra que empresas sustentáveis são mais rentáveis. Em termos de rentabilidade, o ISE vem apresentando um desempenho consistentemente superior ao Ibovespa. Desde seu lançamento, em dezembro de 2005, até o final de maio deste ano apresentou valorização de 140% enquanto o desempenho do Ibovespa no mesmo período foi 61%.

O redeGIFE conversou com Sonia Favaretto, diretora de Imprensa e Sustentabilidade da BM&FBOVESPA e presidente do Conselho do ISE, sobre o assunto. Confira a entrevista abaixo:

redeGIFE – O ISE busca criar um ambiente de investimento compatível com as demandas de desenvolvimento sustentável da sociedade contemporânea, estimulando analistas e investidores a incorporar em suas análises também as questões ambientais, sociais e de governança. Nesse sentido, como tem sido o reconhecimento do índice pela sociedade em geral?

Sonia Favaretto – O reconhecimento do ISE pela sociedade em geral tem sido excelente. Aliás, a construção coletiva é parte do DNA do ISE. Desde o seu início, encontros e workshops com a sociedade civil fazem parte de sua dinâmica e são organizados com o objetivo de aprimorar os seus processos. Podemos afirmar que desde o seu início o ISE tem um impacto positivo no desenvolvimento da sustentabilidade no Brasil, criando consciência junto às empresas listadas para a adoção de boas práticas de sustentabilidade e também se tornando um importante instrumento econômico do mercado de capitais. O índice consolidou-se como um benchmark para investidores que querem acompanhar o retorno de empresas comprometidas com sustentabilidade, tornando o mercado mais atrativo para os investidores e para os gestores comprometidos com o investimento socialmente responsável.

redeGIFE – Como a adesão ao ISE pode agregar valor à imagem da companhia para o mercado e frente à sociedade como um todo?

Sonia Favaretto – A agenda do desenvolvimento sustentável vem ganhando cada vez mais espaço no universo empresarial, sendo incorporada aos processos, políticas, rotinas, etc. Nesse cenário de integração de princípios de sustentabilidade na espinha dorsal das estratégias de negócio, integrar um índice de sustentabilidade agrega valor à imagem da companhia, pois a sociedade espera cada vez mais este tipo de comprometimento e iniciativa por parte das corporações. Trata-se de uma questão de reputação fazer parte do ISE, mas é também cada vez mais um diferencial de negócios, uma vez que a cada dia mais investidores têm a participação em índices de sustentabilidade como pré-requisito para a decisão de alocação de capital.

redeGIFE – Considerando uma linha do tempo, como foi a evolução do índice desde sua criação em 2005?

Sonia Favaretto – Em termos de rentabilidade, o ISE apresentou de 2005 até 2014 (com base no fechamento de 08/07/14) uma variação de mais de 154,53%. Para efeitos de comparação, o Ibovespa, principal Índice da Bolsa teve alta de mais de 68,05% no mesmo período. Em termos de volatilidade, ou seja, risco, o ISE também tem um comportamento muito mais favorável.

Do ponto de vista de processos e interlocução com a sociedade, desde o seu surgimento, o ISE evolui a cada ano que passa. O questionário, por exemplo, passou por vários aprimoramentos ao longo dos anos. Desde 2006, no segundo ano do ISE, as empresas candidatas recebem um relatório de desempenho com a pontuação por dimensão e critério. Depois foram ocorrendo mais mudanças, como a exigência de documentos para comprovação das respostas; a criação da Dimensão Mudanças Climáticas, em 2010; a nova pergunta no questionário para as empresas autorizarem a publicação das respostas no site, em 2011, estimulando a transparência e o acesso a informação por parte dos investidores; e a implantação de Auditoria externa em parceria com a KPMG, em 2012. Além disso, desde 2013, o ISE também tem uma parceria com a Imagem Corporativa, empresa de comunicação, para monitoramento diário das notícias das empresas da carteira que saem na mídia. E a mais recente novidade é a criação, em 2014, da categoria “Simulado”, aberta a todas as empresas listadas (o processo oficial do ISE é direcionado às companhias detentoras das 200 ações mais líquidas). O objetivo é permitir que todas as companhias possam ter a oportunidade de conhecer e se familiarizar com os procedimentos do ISE, visando futura participação, quando se tornarem elegíveis ou se sentirem mais preparadas para o processo. Todas estas evoluções são exemplos que atestam a comprometimento do Índice em se manter extremamente atualizado e em linha com as melhores práticas de Sustentabilidade no mundo.

Para acessar o questionário é necessário se inscrever no processo do ISE. Mais informações podem ser acessadas no site. Os interessados também podem contatar a equipe do ISE pelo telefone (11) 3284-0754 ou pelo e-mail [email protected].

O Instituto BM&FBOVESPA é associado GIFE.

Associados

Apoio institucional