Instituto Arte na Escola lança seu Relatório de Atividades 2019 e comemora 30 anos fortalecendo a educação no país

Em 2019, o Instituto Arte na Escola completou 30 anos. Ao longo desta trajetória, o IAE se consolidou como instituição de referência na América Latina, com a missão de fortalecer o ensino das Artes e o foco na formação de professoras e professores da Educação Básica – desde a Educação Infantil até a Educação de Jovens e Adultos.

Em seu Relatório de Atividades 2019, o Instituto Arte na Escola comemora os mais de 100 mil professores que passaram por suas formações nas últimas três décadas e os 32 milhões de alunos impactados. O IAE também projeta os caminhos futuros e intensifica sua atuação por meio de cursos online – especialmente em tempos de distanciamento social, que exige dos professores um movimento de reinvenção das próprias práticas.

Em 2019, o Instituto lançou o IAE Cursos, uma área exclusiva de educação a distância que ganhou novas dimensões durante a pandemia. O objetivo é oferecer mais opções de formação continuada a um número maior de docentes e também contemplar o público geral. Em 2019, a formação online que já vinha sendo desenvolvida pelo IAE chegou à sua 5ª edição com um novo nome – Arte na Escola Contemporânea. A formação propõe uma ação educativa emancipadora e acontece por meio de fórum especializado, que funciona como um grupo de estudos. O IAE estruturou o curso a partir da Abordagem de Projetos, com foco nas práticas de sala de aula. A formação continua em 2020 e cada professor cursista tem o acompanhamento do IAE para elaborar um projeto de trabalho que pode ser futuramente desenvolvido na escola ou em outros espaços, agregando linguagens artísticas, tecnologia e o contexto dos alunos.

2019 também foi o ano de lançamento do livro Um Jogo Chamado Música. Publicado pela Editora Peirópolis, o livro foi organizado pelo IAE e produzido por meio do Programa de Incentivo à Cultura (PROAC), com patrocínio da Iochpe-Maxion. Um Jogo Chamado Música convida educadoras e educadores a mergulharem em territórios de sonoridades e resignifica o Pensamento Musical. A autora Teca Alencar Brito traça caminhos pouco percorridos na Educação Musical, com uma abordagem pedagógica livre e inventiva. A música é tratada no livro como um jogo em que a experiência musical é continuamente reinventada, sempre com ferramentas que estão ao alcance de todos.

Para saber mais sobre as ações desenvolvidas pelo Instituto Arte na Escola em 2019, acesse o relatório aqui.

Conteúdo produzido por: Fundação Iochpe

Apoio institucional