Instituto Criança é Vida inicia projeto para a prevenção de violência contra crianças

O Instituto Criança é Vida acaba de iniciar um piloto de seu novo projeto Criança é Vida Afeto e Proteção. Voltado para a prevenção de violência contra crianças, o projeto está sendo aplicado como piloto a 30 educadores e pais de alunos da instituição A Nossa Casa da Criança, em São Paulo (SP). A aplicação está sendo feita pela psicóloga Adriana Brito – responsável pela elaboração do projeto, com o acompanhamento direto de gestores do Instituto, organização que atua na área de educação para a saúde em comunidades de baixa renda.
Ainda em março, A Nossa Casa da Criança recebeu a primeira reunião da etapa piloto e após a conclusão desta fase, o projeto será disponibilizado para multiplicação em outras instituições de ensino. Educadores receberão a capacitação por um psicólogo ou pediatra do Instituto Criança é Vida, além de material didático, para que possam repassar o conteúdo a outros educadores e familiares de seus alunos.
O objetivo do projeto é levar conhecimento e dicas práticas para entender melhor a criança nas diversas etapas de seu desenvolvimento físico e emocional. Pesquisas atuais mostram que o maior número de casos de violência contra a criança no Brasil acontece dentro do próprio lar, e os agressores mais frequentes são pessoas da família.
Como uma alternativa preventiva para mudar esta realidade, o Instituto Criança é Vida desenvolveu o projeto Afeto e Proteção, que está dividido em seis módulos, com duração de uma hora e meia cada. O projeto teve seu conteúdo endossado pelo Instituto da Criança da Faculdade de Medicina da Universidade de São Paulo (FMUSP).
Para Adriana Brito, a violência contra a criança acontece todos os dias, independente de classe social. “É necessário um trabalho em rede, com profissionais especializados e a mobilização da sociedade para que esse problema social grave seja, ao menos, minimizado. A informação é a maior e mais preciosa ferramenta de prevenção. E esse é um dos principais objetivos do projeto”, diz.
O projeto Afeto e Proteção vem sendo desenhado há alguns anos pelo Instituto Criança é Vida, com a coordenação da Diretora do Instituto, Regina Stella Schwandner. “Este trabalho contempla recomendações e anseios de uma equipe multidisciplinar realmente comprometida com a saúde emocional da criança”, destaca a Diretora.
Durante a aplicação do projeto, os participantes realizam atividades que buscam estimular o trabalho em grupo e permitir a troca de experiências e opiniões. Segundo Regina Stella, a primeira reunião na Nossa Casa da Criança, contou um grupo heterogêneo e participativo. “Dois aspectos chamaram minha atenção: o grande número de homens participando, alguns sem a mulher, mas muito comprometidos com a educação dos próprios filhos; e o interesse e encantamento dos pais com as dinâmicas e informações que demonstrou um vívido interesse em aprender, em fazer parte desta reflexão”, conta.
Conheça mais sobre os projetos do Instituto Criança é Vida.
Acesse www.criancaevida.org.br.