Programa Social da Fundação Norberto Odebrecht beneficia mais de 13 mil pessoas em 2020

Mais de 13 mil pessoas, de 178 comunidades do baixo sul baiano, foram beneficiadas direta ou indiretamente pela atuação da Fundação Norberto Odebrecht e instituições parceiras no ano passado. Este é um dos indicadores divulgados no Relatório Anual 2020 da Fundação, que demonstra as conquistas alcançadas na promoção do desenvolvimento territorial sustentável em regiões de vulnerabilidades sociais.

O documento traz os resultados obtidos pelo PDCIS, Programa Social da Fundação, articulado em seis frentes: educação para o desenvolvimento sustentável; desenvolvimento econômico; conservação ambiental; inovação e tecnologia; cidadania e governança; e coesão e mobilização social, as quais, de forma integrada e sinérgica, refletem uma atuação em ESG – Environmental, Social and Corporate Governance e visam contribuir com a agenda 2030 das Nações Unidas para o combate à pobreza e à desigualdade.

Disponível em uma versão digital e interativa, a publicação também evidencia a estratégia da Fundação para levar esta tecnologia social, com impactos comprovados, para outras regiões. “A expansão do PDCIS sempre foi um desejo de nosso fundador, Norberto Odebrecht. Sem perder a nossa essência, estamos trabalhando para que mais regiões possam ser beneficiadas pelos resultados do nosso programa social”, afirma Fabio Wanderley, Superintendente da Fundação.

Conheça aqui o Relatório Anual 2020 da Fundação Norberto Odebrecht.

Resultados

No último ano, o Programa Social acumulou resultados significativos, mesmo diante das dificuldades impostas pela pandemia, graças ao desejo das comunidades atendidas, atuação das Organizações da Sociedade Civil parceiras e engajamento de diversos investidores sociais que acreditam no potencial transformador do programa. No fortalecimento da educação, por exemplo, foram formados 349 jovens em cursos de Ensino Médio integrados ao Técnico em agronegócio, florestas e agropecuária. Na promoção da conservação ambiental, o programa incentivou a restauração de 56 nascentes em propriedades rurais, assim como contribuiu para o plantio de 70 mil árvores, dentre outros resultados.

Na frente de desenvolvimento econômico, foram implementados 388 Projetos Educativos-Produtivos (PEPs) por estudantes da região, iniciativa que possibilita o aprendizado prático sobre a produção de alimentos e o incremento de renda em suas propriedades rurais. “Estes resultados exemplificam a abrangência e capacidade do nosso programa social”, comenta Cristiane Nascimento, responsável por Sustentabilidade, Parcerias e Comunicação na Fundação. “Ao integrar a educação com a produção agrícola e a preocupação ambiental, cooperamos com o desenvolvimento sustentável das regiões onde atuamos, beneficiando o jovem, suas famílias e comunidades”, completa.

O relatório apresenta ainda as práticas de gestão adotadas pela Fundação na coordenação do PDCIS, como: mobilização de recursos, prestação de contas aos investidores sociais, planejamento, acompanhamento e avaliação das metas das instituições parceiras. “Não só transferirmos tecnologia como apoiamos nossos parceiros para que seja feita uma gestão social comprometida. Isso reforça a credibilidade, transparência e responsabilidade junto aos investidores sociais”, diz Ernesto Gonzalez, responsável por Organização e Governança na Fundação.

Reaplicação

O planejamento para dar início à expansão do trabalho da Fundação para outras regiões para além do Baixo Sul da Bahia vem sendo desenvolvido após a conclusão, em 2020, da sistematização de sua tecnologia social. A construção do documento, intitulado ‘Como Implementar o PDCIS’, requereu a análise de mais de 300 documentos e a realização de mais de 60 horas de entrevistas, além da participação de quase 20 profissionais.

Disponibilizada em um documento em PDF interativo, a publicação foi a primeira etapa para possibilitar a reaplicação, a partir de 2021, do modelo do PDCIS em outras regiões marcadas por vulnerabilidades sociais, uma vez que reuniu os conceitos importantes que estão na concepção do programa e suas respectivas práticas em formato de passo a passo.

O ano de 2020 marcou ainda as comemorações ao centenário do fundador da instituição, Norberto Odebrecht, a partir de uma campanha especial que mobilizou todos os integrantes do Grupo Novonor.

Apoio institucional