Publicação reflete sobre desenvolvimento comunitário e impacto gerado por grandes empreendimentos

foto-site-linagalv-01O Instituto Lina Galvani (ILG) acaba de lançar a publicação “Olhares sobre desenvolvimento comunitário – 10 perspectivas do impacto gerado por grandes empreendimentos”, com a proposta de gerar reflexões e inspirar novas iniciativas visando melhorar cada vez mais a qualidade do relacionamento de empresas e comunidades.

A iniciativa vem aprofundar o debate iniciado pelo ILG na primeira edição do encontro “Desenvolvimento de Comunidades Impactadas por Grandes Empreendimentos – Diálogos, Reflexões e Perspectivas”, realizado em 2013, e que contou com a sua segunda edição em setembro deste ano, em São Paulo. Para isso, a publicação reúne artigos e cases de especialistas sobre os temas: alinhamento, diálogo, políticas públicas, indicadores e desenvolvimento sustentável.

Ana Letícia Silva, gerente de Articulação do GIFE, assina o prefácio e aponta a importância do material para a área de investimento social privado. “Diversos institutos e fundações têm operações em territórios e o desenvolvimento de novas formas de abordagem e compartilhamento de experiências, especialmente para institutos e fundações empresariais cujas mantenedoras são indústrias extrativas, é essencial e muito bem-vindo”, disse. E completa: “O Instituto Lina Galvani faz isso de forma corajosa, pois genuinamente experimenta outras maneiras de se relacionar e deixar legado para esses territórios. E faz isso com parceiros, o que melhora o trabalho, sem dúvida. A publicação tem importância para todos os que atuam em territórios nessa perspectiva de equilibrar os impactos das empresas e promover um desenvolvimento mais justo e sustentável”.

Em seu texto, a gerente do GIFE lembra que o investimento social privado desempenha um papel essencial para o desenvolvimento de comunidades, incidindo em três caminhos principais: um deles é nas relações sociais concretas que a empresa estabelece nos territórios; o segundo é na articulação com as políticas públicas voltadas para o desenvolvimento territorial, podendo ser um importante promotor de causas sociais, culturais e ambientais, contribuindo para o avanço de agendas de interesse público, investindo em inovação e escala e aprofundando sua capacidade de articulação com outros atores públicos. E, por fim, o investimento social também pode movimentar a empresa e seu instituto ou fundação, em sua integralidade, para a produção de bens públicos e geração de impactos sociais, econômicos e ambientais positivos.

A publicação conta também com materiais elaborados por associados e parceiros do GIFE, como o Instituto Camargo Corrêa, Instituto Votorantim, Agenda Pública, GVCes, entre outros.

A versão online da publicação pode ser acessada aqui. Os interessados podem também solicitar a versão impressa pelo e-mail: [email protected].

Apoio institucional