Quarta-feira, 9 de abril de 2003

Vencedores recebem prêmios

O Correio Braziliense premiará, hoje, no auditório do jornal, em Brasília, os vencedores do Prêmio Nacional Assis Chateaubriand de Redação 2002/Projeto Memória. Os vencedores dessa edição, a primeira em parceria com a Fundação Banco do Brasil, são Hamilton Lustosa Chagas (categoria Ensino Fundamental), aluno do Cesas da Asa Sul e morador do Novo Gama; Marcos Paulo Pacheco (Ensino Médio), da Escola Estadual Senador Rodolfo Miranda, de Cabrália Paulista (SP); e Alysson Moreira D′Agostini, da Universidade de Brasília. Eles recebem prêmios que totalizam R$ 23 mil e a viagem paga a Brasília para a solenidade de hoje, com direito a um acompanhante. O tema do concurso era “”A Importância do Presidente JK na História Contemporânea do Brasil”” e concorreram 2.116 estudantes de todo o país. A próxima edição terá como tema “”Oswaldo Cruz, a Saúde Pública e a Nossa Realidade””. Os trabalhos podem ser enviados a partir de 15 de abril para: SIG, Quadra 2, lote 340, Edifício TV Brasília, 3º andar, Brasília-DF, CEP 70610-901. O regulamento pode ser acessado em http://fac.correioweb.com.br.(Correio Braziliense, 9/4)

Painel S/A

Acontece, no dia 16, no Museu de Arte Moderna, em São Paulo, o debate “”Franquia Social””. Participarão do encontro Marcelo Cherto, do Instituto Franchising, Rodrigo Baggio, do Comitê da Democratização da Internet, e Zita Pimentel, da Fundação Iochpe.(Folha de S. Paulo, 9/4)

Telemig lança o Tá na Mesa

Foi lançado, ontem (8/4), em Belo Horizonte, pelo Instituto Telemig Celular, o projeto Tá na Mesa, que vai trabalhara em conjunto com o programa Fome Zero. O objetivo é combater a fome e à desnutrição em Minas Gerais com a arrecadação de 400 toneladas de alimentos em 2003 e a criação do Fundo Tá na Mesa. No lançamento houve a apresentação do espetáculo Santa Seia, no Palácio das Artes dos Meninos de Araçuaí. A cidade-piloto do projeto será Araçuaí, no Vale do Jequitinhonha. Até junho, o governo vai colocar à disposição da iniciativa privada uma relação de mil cidades carentes, com a avaliação das principais necessidades de cada município. A idéia é conseguir uma empresa para “”adotar”” cada uma das mil cidades.(Valor Econômico, Ivana Moreira, Diário da Tarde, Carlos Humberto Luz 9/4)

Telemar destina R$ 1,5 mi ao social

O Instituto Telemar irá apoiar 11 projetos sociais em cinco estados, destinando R$ 1,5 milhão para os programas escolhidos entre janeiro e março. Só no Rio de Janeiro, foram escolhidos vários projetos como o Escola Sem Cola, Alto Sustentável, Primeiros Passos e E-mails Pedagógicos. Este ano, a empresa, por meio do Instituto Telemar, está investindo R$ 10 milhões em projetos sociais entre eles, o Telemar Educação, as Oficinas de Arte e Tecnologia e o Museu das Telecomunicações. O projeto Telemar Educação, lançado em 2000, entregou para 58 escolas públicas de 16 estados laboratórios de informática, além de treinamento para os professores. Em maio serão inauguradas as Oficinas de Arte e Tecnologia, que vão oferecer cursos gratuitos de design, computação gráfica, animação, vídeo e fotografia para 45 jovens de 10 comunidades do Rio de Janeiro. O projeto será implantado em outros estados até o final do ano.(Gazeta Mercantil, Rio de Janeiro, 9/4)

Inscrição para prêmio Top Empresarial acaba na sexta

Termina no próximo dia 11, as inscrições para o prêmio Top Empresarial. Promovido pelo Sebrae/RJ, em parceria com Firjan, Grupo Gerdau e Governo do Estado do Rio de Janeiro, o prêmio destaca as empresas fluminenses que investem na qualidade de seus produtos e dos processos. O prêmio é disputado em outras seis categorias: Indústria, Comércio, Serviços, Turismo, Saúde e Educação.(Gazeta Mercantil, Rio de Janeiro, 9/4)

Rede de supermercado recebe doação para Fome Zero

O Grupo Pão de Açúcar abre, hoje, os postos de coleta de alimentos para campanha Fome Zero em todo o País. Os eventos culturais e esportivos promovidos pelo grupo também terão postos para arrecadação. Os produtos arrecadados serão distribuídos entre 1,5 mil instituições e ONGs cadastradas pela lojas e pelo Instituto Pão de Açúcar, que cuidara da distribuição para as famílias beneficiadas. O grupo também contratou 600 jovens denominados Agentes Fome Zero para supervisionarem os postos e dar informações à população.(Diário de São Paulo, 9/4)

Se liga jovem cidadão

Foi apresentado, no dia 27 de março, em São Paulo, o Guia Gife sobre Investimento Social Privado em Educação, que traz dicas para que os projetos educacionais sejam capazes de transformar a realidade das comunidades a que se destinam. A iniciativa é do Grupo de Institutos, Fundações e Empresas (Gife). O quadro de associados conta hoje com 63 organizações, entre elas as fundações Acesita, Banco do Brasil, BankBoston, Belgo-Mineira, Bradesco, Clemente Mariani, CSN, Iochpe, Otacílio Coser, Maurício Sirotsky Sobrinho, Roberto Marinho, Volkswagen, os institutos Algar, Ayrton Senna, C&A, Criança Cidadã e Embraer, a Ação Comunitária do Espírito Santo, a Ericsson e o Banco JP Morgan. Esses associados financiaram o guia.(A Crítica-AM, 5/4)

Empresas, fundações e institutos citados nas matérias publicadas hoje:

  • Correio Braziliense
  • Federação das Indústrias do Estado do Rio de Janeiro
  • Fundação Banco do Brasil
  • Fundação Iochpe
  • Grupo de Institutos, Fundações e Empresas (Gife)
  • Grupo Gerdau
  • Grupo Pão de Açúcar
  • Instituto Franchising
  • Instituto Pão de Açúcar
  • Instituto Telemar
  • Instituto Telemig Celular
Apoio institucional