Congresso GIFE chega a sua 10ª edição com o tema Brasil, democracia e desenvolvimento sustentável

O Congresso GIFE, que em acontece de 4 a 6 de abril de 2018, terá como tema “Brasil, democracia e desenvolvimento sustentável”. Em sua 10ª edição, o evento convida o campo social para discutir quais as contribuições do investimento social privado para a formação de novas agendas e convergências no país. As inscrições para participar começam hoje, dia 16 de outubro. (clique aqui para se inscrever).

Passado, presente e futuro. É revisando sua trajetória, de olho nos desafios atuais e buscando apontar caminhos e agendas renovadas para o país que o GIFE chega a mais uma edição de seu principal evento – cerca de duas décadas de um amplo debate que integra diversos setores da sociedade.

E o tema de sua décima edição não poderia ser outro. O Brasil atual vive de forma intensa um momento de grande mudança de ciclo. Após 30 anos de vivência democrática, o país enfrenta uma grande crise que coloca em questão avanços, gargalos e a proposta de uma nova agenda pública, capaz de nos levar adiante. Democracia e desenvolvimento sustentável se apresentam como temas de primeira ordem.

Para José Marcelo Zacchi, secretário-geral do GIFE, o desafio de refletir e propor caminhos para o desenvolvimento do país não cabe apenas a um ator ou setor em particular. “Trata-se de uma tarefa para toda a sociedade brasileira. E o tema pensado para esta edição traz em sua essência reflexões da agenda e um compromisso recorrente do próprio GIFE. Buscamos ser um espaço de encontro do universo do Investimento Social Privado e suas diversas interfaces com outros atores da sociedade e com o poder público.”

Ao olhar para o caminho percorrido, José Marcelo destaca o acúmulo de temáticas, debates e reflexões do campo social brasileiro – cada uma delas e também seu conjunto conectados com os desafios de seu tempo na história. Em essência, um espaço de interconexão, de construção coletiva e de geração e compartilhamento de conhecimento.

O congresso preza também por grande diversidade de modelos de apresentação e diálogo: fórum de debates, espaços para reflexão e compartilhamento de práticas, momentos para relacionamento, benchmarking e networking.

Maria Alice Setubal, presidente do Conselho de Governança do GIFE, lembra antigas edições e reafirma o papel de espaço de diálogo sobre temas emergentes que o congresso se propõe. “Minha memória mais viva refere-se ao último congresso, especialmente à mesa de abertura na qual discutimos o ISP no contexto brasileiro. Tenho também boas lembranças de outras edições em São Paulo e no Rio de Janeiro, sempre com mesas interessantes e, muitas vezes, com metodologias inovadoras.”

E a expectativa para esta é edição é grande. “A barra está alta [para a próxima edição] e, espero que a gente consiga discutir, de um lado, o papel do ISP para a democracia e para o desenvolvimento no âmbito social na atual crise, e, por outro, a possibilidade de dialogar sobre práticas voltadas para temas mais contemporâneos, como diversidade cultural, de gênero e étnico-racial, cidades, mudanças climáticas, água, juventudes, entre outros”, avalia.

José Marcelo Zacchi complementa dizendo que, para além do número redondo (10ª edição) – que merece também celebração -, essa iniciativa olha para um momento de encruzilhada no qual o país se encontra. “Claramente estamos desafiados a fazer um balanço equilibrado deste percurso de 30 anos de experiência democrática no Brasil e pensar perspectivas para novos avanços. É tempo de atualizarmos o horizonte de contribuições para os caminhos à frente.”

Lançamentos

Os associados GIFE, agrupados em Redes Temáticas, discutiram ao longo do ano planos de ação e estratégias de intervenção que começam a tomar forma. Alguns se preparam para levar para o congresso de 2018 as experiências acumuladas.

Um exemplo é a Rede Temática Leitura e Escrita de Qualidade para Todos (LEQT) que, ao longo de 2017, atuou na consolidação um plano, capaz de integrar as propostas do grupo em uma ação convergente. Após meses de trabalho, e de um recurso semente aplicado pelo Instituto C&A e pela Fundação Itaú Social para constituição de um fundo, o grupo executa uma ação prática em um território específico, no município de Nova Iguaçu, na Baixada Fluminense. A expectativa é que a experiência inspire outras iniciativas, mesmo em outras áreas de atuação.

Além disso, como todo o congresso, o evento contará com lançamentos de produtos e ferramentas importantes para o campo, como a segunda publicação da série “Temas do Investimento Social”, que desta vez falará sobre os negócios de impacto social. Ao longo do congresso, os principais debates serão também gravados e os vídeos disponibilizados no canal do Youtube do GIFE (assista aos vídeos da última edição).

Para aquecer

Como preparação para a 10ª edição do Congresso, o GIFE preparou uma série de debates online sobre o tema “Brasil, democracia e desenvolvimento sustentável”. A primeira acontece no dia 24 de outubro, às 17 horas. Participam da conversa Maria Alice Setubal, presidente do Conselho de Governança do GIFE, Oscar Vilhena, diretor da FGV Direito SP, e José Marcelo Zacchi, secretário-geral do GIFE.

Além de assistir a transmissão ao vivo, será possível interagir em tempo real com os participantes. Para se inscrever, clique aqui. Aproveite e compartilhe a tag #esquentacongressogife.

As outras datas também já estão fechadas. Coloque na agenda:

– Encontro 2: 28 de novembro
– Encontro 3: 12 de dezembro
– Encontro 4: 23 de janeiro
– Encontro 5: 20 de fevereiro
– Encontro 6: 20 de março

Confira também o podcast sobre os desafios do Investimento Social Privado no Brasil e as novidades para o 10º Congresso, gravado por José Marcelo Zacchi para o portal InovaSocial, aqui.

Edições passadas

Para conhecer as antigas edições dos congressos GIFE, acesse aqui.

Inscrições

 

 

FacebookTwitterLinkedInGoogle+