Fundação Volkswagen abre edital para projetos de transformação social

 

Como uma forma de promover a transformação social das comunidades do entorno das fábricas e escritórios regionais da Volkswagen e da Man Latin America, estão abertas as inscrições para a 11ª edição do Concurso de Projetos Sociais Volkswagen na Comunidade, da Fundação Volkswagen.

Desde 2008, quando foi lançada, a iniciativa já destinou mais de R$ 3 milhões para 86 organizações diferentes, beneficiando mais de 900 mil pessoas. A ideia do edital é selecionar projetos de organizações sociais, com sede em até 200 km das unidades da Volkswagen, que contem com o apoio voluntário de funcionários, estagiários ou terceiros da empresa.

Com isso, espera-se tanto reconhecer o trabalho de organizações que promovem o desenvolvimento humano e comunitário como também o empenho dos colaboradores que realizam trabalhos voluntários.

A superintendente da Fundação Volkswagen e diretora de assuntos jurídicos, Daniela Demôro, explica que a iniciativa, criada em 2008 pela Fundação, foi estruturada a partir da percepção da empresa sobre a importância de impulsionar o engajamento dos colaboradores de suas unidades de negócio em ações de voluntariado.

“Historicamente, as iniciativas da Fundação sempre valorizaram os vínculos existentes entre a instituição e o público interno. Essa proximidade fazia com que muitos colaboradores nos procurassem em busca de apoio a projetos dos quais participavam como voluntários. Assim, nasceu a ideia de estruturar essa frente de investimento social, de forma democrática e transparente e com o suporte de parceiros técnicos e de profissionais de todas as nossas plantas. Com o Volkswagen na Comunidade, é possível fomentar o espírito de solidariedade e estreitar o vínculo entre a empresa e as comunidades de seu entorno”, explica Daniela.

Segundo a superintendente, o projeto ajudou tanto a aumentar o número de iniciativas sociais no entorno das unidades da Volkswagen. Em 2017, por exemplo, houve um recorde de 1259 iniciativas cadastradas no concurso, o que corresponde a um aumento de 59,4% em relação a 2016. “Mais do que números, esses dados demonstram a preocupação de nossos funcionários em contribuir com causas que impactam positivamente as regiões em que estamos instalados. Desde 2008, 2119 colaboradores já se inscreveram como ‘padrinhos’ de projetos”.

Recorte de iniciativas

Independente da abrangência da proposta a ser desenvolvida, é preciso que ela identifique oportunidades de desenvolvimento local e possibilidade de melhoria da qualidade de vida das comunidades.

Daniela ressalta que a preocupação da Fundação em colaborar com o desenvolvimento sustentável e a transformação de vidas ganha um significado especial em 2018, com o aniversário de 65 anos da montadora no Brasil. Ao longo das 11 edições do concurso, muitos projetos se destacaram por suas boas práticas, como é o caso da Associação Sagrada Família de Nazaré, de Curitiba, no Paraná, contemplada em 2014.

“A organização mantém um espaço de acolhida para adultos com dependência química, utilizando a laborterapia como método de recuperação. Pelo cultivo de gêneros agrícolas, os participantes melhoram sua renda e contribuem para a perenidade do projeto, tanto do ponto de vista socioeconômico quanto pelo uso de práticas ecologicamente corretas. Não por acaso, a Associação foi novamente reconhecida pelo Volkswagen na Comunidade no ano seguinte, em 2015, com o Prêmio de Sustentabilidade”, exemplifica Daniela.

Podem participar da seleção projetos que desenvolvam ações nas áreas de saúde, educação, segurança, lazer e bem-estar social como um todo.

Seleção e inscrições

Os projetos inscritos serão avaliados em quatro etapas. A primeira delas consiste na verificação de adequação às normas do edital. Na segunda, comitês de avaliação compostos por especialistas e colaboradores voluntários ficarão responsáveis por selecionar os finalistas.

Alguns dos critérios que serão considerados nesse momento são: sensibilidade da organização social na identificação de demandas sociais e valorização da vocação local; coerência entre a missão da organização e o projeto; relevância do projeto, propriedade técnica e operacional para execução da ação e adequação do corpo técnico; apresentação de estratégias que demonstrem continuação do projeto em caso de eventual aporte; capacidade de articulação de parcerias (recursos técnicos, materiais e humanos) e de constituição de redes, entre outros.

Outro quesito que será importante na hora de selecionar as iniciativas é a mobilidade. Segundo a superintendente da Fundação, esse critério nasceu junto com o novo posicionamento da instituição: ‘conhecimento que move pessoas’. “É importante reforçar que pensamos a mobilidade em seu sentido mais amplo, não somente de deslocamentos físicos, mas principalmente sob o aspecto social, de acesso a oportunidades. Assim, para a Fundação, a mobilidade engloba as iniciativas que diminuem as distâncias, gerando mudanças e transformando potenciais em realidades”.

Na terceira etapa, as organizações deverão encaminhar para a Fundação Volkswagen um conjunto de documentos e um vídeo que comprovem suas ações enquanto organização social. Por fim, a quarta e última fase será uma visita técnica juntamente com assinatura do Termo de Compromisso.

Ao final do processo de seleção, serão 10 projetos vencedores: dois para a unidade Anchieta, um para Vinhedo, um para o Jabaquara, um para Resende, um para São Carlos, um para São José dos Pinhais, um para Taubaté, um para os Escritórios Regionais e um para Escritórios de Serviços Financeiros. Cada um deles receberá um apoio de R$ 40 mil, além de uma capacitação online em gestão de projetos sociais, com ensinamentos de mensuração de impacto, desenvolvimento humano, qualidade de vida, mitigação de riscos, entre outros. Os projetos devem ser desenvolvidos entre outubro de 2018 e maio de 2019.

Além disso, também será selecionada uma organização vencedora do Prêmio de Sustentabilidade. Dessa categoria, podem participar todas as instituições contempladas no Concurso de Projetos Sociais do ano passado, desde que o projeto tenha sido executado no tempo determinado pelo edital. A organização com o melhor resultado também receberá R$ 40 mil para dar continuidade às ações. Saiba mais aqui.

As inscrições podem ser realizadas até o dia 23 de abril, a partir do preenchimento do formulário disponível no site da Fundação. O resultado do edital será divulgado no dia 26 de outubro, em um evento de premiação. O regulamento está disponível na íntegra neste link.  

Eventuais dúvidas devem ser encaminhadas para o email: vwnacomunidade@neuronio.com.br.

Notícias relacionadas