GIFE convida pesquisadores para participarem de sua primeira chamada de artigos acadêmicos

A produção de conhecimento sobre o Investimento Social Privado (ISP) e sobre as Organizações da Sociedade Civil (OSCs) é essencial para a promoção, diversificação e qualificação do campo. Neste sentido, é necessário ampliar as conexões entre o setor e outras áreas de estudo, aprimorando e aumentando a capacidade de produção de conhecimento e reconhecendo e estimulando a presença de outros atores nessa produção.

A partir desse entendimento, o GIFE convida pesquisadores interessados pelo campo do ISP e das OSCs para participarem de sua primeira Chamada de Artigos CENSO GIFE. Serão selecionados até seis artigos acadêmicos que serão divulgados individualmente e também comporão  a publicação “Artigos GIFE”.

O objetivo da ação é estimular, ampliar e disseminar a produção de conhecimento qualificado sobre o campo por pesquisadores das diferentes regiões do Brasil, não necessariamente conectados com o GIFE, promovendo um debate mais diverso sobre o setor e sua maior conexão com a academia e outras áreas de conhecimento.

Estudantes de mestrado e doutorado, pesquisadores e professores de qualquer área de conhecimento podem participar da chamada com até dois artigos acadêmicos de coautoria de até dois autores por artigo.

Serão pagos R$ 3 mil reais por artigo selecionado para publicação e os textos também serão divulgados pelo GIFE em seus canais de comunicação.

Caminho da transversalidade

Um dos papéis estratégicos do GIFE é gerar conhecimento a partir de articulações em rede, com a finalidade de aperfeiçoar o ambiente político e institucional do investimento social e ampliar a qualidade, legitimidade e relevância da atuação dos investidores sociais privados.

Erika Saez, gerente de programas do GIFE, conta que uma das expectativas da instituição com essa chamada é despertar o interesse de pesquisadores sobre o setor do investimento social privado e da filantropia no Brasil, a partir de seus campos de estudo. “Para que possamos aumentar a produção de conhecimento, reflexão e análise sobre o setor precisamos de mais gente fazendo isso. Queremos estimular que os centros de produção de conhecimento tenham essas temáticas em suas agendas e fazer com que o ISP possa ser cada vez mais transversal às áreas correlacionadas a ele.”

Atualmente, o GIFE (Grupo de Institutos Fundações e Empresas) reúne 142 associados que, somados, investem por volta de R$ 2,9 bilhões por ano na área social, operando projetos próprios ou apoiando iniciativas de terceiros. Instituído em 1995, o Grupo é composto por instituições de origem empresarial, familiar, independente e comunitária que atuam de forma e em temáticas diversas de interesse público.

Critérios de conteúdo

Os textos devem ser inéditos, produzidos exclusivamente para esta chamada, e se enquadrar em um dos temas estabelecidos pelo edital. São 16 temas ao todo, dentre os quais: Aprimoramento do ambiente público e regulatório para a filantropia e o investimento social privado no país; Governança e transparência; Inovação no investimento social privado e nas organizações da sociedade civil; Ampliação da doação no investimento social privado; Fortalecimento e sustentabilidade das organizações da sociedade civil; Alinhamento do investimento social com as políticas públicas; Ação do investimento social privado em temas diversos da agenda pública do país; e Alinhamento do investimento social aos ODS (Objetivos de Desenvolvimento Sustentável).

É obrigatório ainda que os articulistas utilizem em suas pesquisas ao menos um dos estudos sugeridos pelo edital: “Censo GIFE 2016”, “BISC 2017”, “Pesquisa Doação Brasil” e “Perfil das Organizações da Sociedade Civil no Brasil”.

Perfil e Mapa das OSCs

Este último reúne as principais características das 820 mil organizações da sociedade civil mapeadas no Brasil, bem como informações sobre recursos públicos transferidos, vínculos de trabalho, entre outras.

A pesquisa baseia-se em um recorte de grande parte dos dados disponibilizados no “Mapa das Organizações da Sociedade Civil”, plataforma instituída pelo Decreto Federal 8.726/2016, que a reconhece como ferramenta de gestão pública cuja finalidade é dar transparência, reunir e publicizar informações sobre as OSCs e as parcerias celebradas com a administração pública federal a partir de bases de dados públicos.

As informações e dados estatísticos do “Perfil das OSCs” podem fomentar estudos analíticos do setor e servir de subsídio para políticas públicas envolvendo OSCs, bem como ser utilizados como fonte de informação para pesquisas científicas e outras ações.

Censo GIFE e a produção de conhecimento sobre o campo do ISP

Os demais estudos sugeridos pelo GIFE são voltados mais especificamente ao cenário do investimento social privado.

Baseado no princípio de que ampliar o acesso a dados de qualidade influencia a eficiência, a importância e o impacto do investimento social privado, o GIFE desenvolve desde 2001 o “Censo GIFE”, pesquisa quantitativa, autodeclaratória e voluntária respondida pelos associados GIFE, que fornece um panorama sobre estrutura, forma de atuação, estratégias e programas das empresas, institutos e fundações empresariais, familiares, independentes e comunitárias que destinam recursos privados para projetos de finalidade pública.

O estudo apresenta as principais tendências e mudanças na prática dos maiores investidores sociais privados do país, dando suporte ao planejamento e à estruturação dos investidores e ao setor do investimento social e da sociedade civil como um todo.

A última edição da pesquisa foi lançada em dezembro de 2017. A ferramenta conta ainda com o Key facts, hotsite com os principais resultados do Censo, que traz também informações sobre fundações dos Estados Unidos.

Já a pesquisa “Benchmarking do Investimento Social Corporativo – BISC” é resultado de uma parceria entre a Comunitas e um conjunto selecionado de empresas e tem como objetivo contribuir para o desenvolvimento, o aperfeiçoamento da gestão e a avaliação dos investimentos sociais corporativos no Brasil. As questões abordadas fornecem um retrato da atuação social, sendo que parte delas acompanha a metodologia utilizada nos Estados Unidos pelo CECP (Committee Encouraging Corporate Philanthropy).

Por fim, a “Pesquisa Doação Brasil” é uma iniciativa coordenada pelo IDIS – Instituto para o Desenvolvimento do Investimento Social em parceria com um grupo de especialistas e atores relevantes para o campo da cultura de doação no Brasil. É a primeira pesquisa de abrangência nacional a mapear os hábitos de doação dos indivíduos no Brasil.

Criando pontes

“Esperamos impulsionar o alcance de produções desse tipo por ter esse papel de relacionamento e articulação com os múltiplos atores do campo, somando esforços com a academia. Nosso objetivo é compartilhar o conhecimento que está sendo produzindo ali com quem está atuando na linha de frente, na gestão e na implementação do ISP. Que o GIFE possa fazer essa ponte, já que este é seu papel característico, seu grande potencial, o de conectar atores e universos, o de criar pontes”, afirma Erika sobre a expectativa do GIFE em relação à disseminação do conhecimento produzido por meio da iniciativa.

Para participar da chamada, o interessado(a) deve enviar o(s) artigo(s) para o e-mail conhecimento@gife.org.br, com o assunto “Chamada de artigos”, até 23h59 do dia 9 de setembro seguindo as regras e diretrizes do edital.

Para mais informações, acesse o edital completo aqui.

 

 

 

Notícias relacionadas