GIFE lança site inédito sobre Filantropia Colaborativa

Apesar da Filantropia Colaborativa não ser uma prática recente, no Brasil a ausência de uma plataforma que apresentasse conteúdos qualificados e também a experiência de quem já executa projetos chamou a atenção do GIFE. Para suprir essa necessidade, a organização lançou o site Filantropia Colaborativa que busca difundir formatos e novas arquiteturas que possibilitam aprofundar a cooperação e a ação coletiva no campo do investimento social privado (ISP). 

Para Pamela Ribeiro, coordenadora de projetos especiais no GIFE, o site é uma forma de organizar e aproximar conceitos e casos práticos dos usuários que buscam por mais referências. 

“Quando a gente fala de Filantropia Colaborativa, estamos falando de um tema que não é novo e de uma prática que não é nada nova. As organizações têm trabalhado de forma colaborativa, mas a gente está trazendo um conteúdo e uma organização conceitual bastante recente”, explica Pamela. Para ela, a importância do site é tornar esse conteúdo acessível para mais pessoas.

O projeto, pioneiro no país, foi pensado também para otimizar a busca de quem tem uma dúvida ou quer saber mais sobre um projeto ou caso específico. Inspirado na publicação lançada em 2020 e através das experiências de quem já atua com a Filantropia Colaborativa, os visitantes podem saber o que já foi testado e não funcionou e o que já é sucesso. 

“As pessoas procuram, principalmente, experiências práticas”, afirma Pamela, que lembra ainda como é positivo construir pontes e conectar pessoas que estão vivendo ou buscam uma mesma experiência. Assim, quem já passou por experiências que não foram produtivas, ou que poderiam ser otimizadas, pode contribuir ao contar a sua vivência para quem inicia no mesmo processo. 

“Queremos conversar com outros que tiveram uma experiência semelhante. Por mais que isso seja uma prática antiga, eu acho que, depois da pandemia, a gente viu uma grande proliferação de iniciativas mais cooperativas para mobilização de recursos”, opina a coordenadora. Ela aponta que há, porém, um desafio grande para essas organizações: Como trabalhar de forma colaborativa com qualidade, de forma a não estressar as organizações e pessoas? 

“O trabalho colaborativo nem sempre é a resposta para tudo, a colaboração nem sempre é o melhor modelo desejado e existem muitas questões que precisam ser identificadas e trabalhadas para que uma iniciativa colaborativa funcione, tenha sucesso”, explica Pamela.

Sobre a prática

A Filantropia Colaborativa se refere a formas de colaboração que têm como pré-requisito a participação de, no mínimo, dois atores da filantropia, com envolvimento de recursos financeiros em pelo menos uma das seguintes esferas: colaboração na mobilização ou colaboração na coordenação; alocação e/ ou gestão de recursos financeiros privados para produção de bem público. Com o site é possível que usuários busquem qualificação, ou ingressem no segmento a partir de conteúdos no campo da filantropia e investimento social.

 

Conheça a plataforma Filantropia Colaborativa

Related news

Apoio institucional