Grupo de Avaliação do GIFE lança versão em português de obra renomada sobre processos avaliativos 

 A obra conta com mais de dois mil verbetes sobre processos avaliativos com diversos focos, como diferentes esferas da educação, terceiro setor e órgãos governamentais. A tradução é uma iniciativa da Fundação Roberto Marinho, Itaú Social e Editora Paz Terra.

Com o objetivo de fortalecer e ampliar as práticas no campo da avaliação dentro da rede de associados, o Grupo de Avaliação do GIFE lançou, no fim de maio, a versão em português do livro Evaluation ThesaurusAvaliação: Um Guia de Conceitos -, de Michael Scriven.

A publicação ficou a cargo da editora Paz & Terra e a iniciativa de traduzir o original partiu da Fundação Roberto Marinho e Fundação Itaú Social, duas organizações associadas ao GIFE e que compõem a coordenação do Grupo de Avaliação.

Uma das principais referências mundiais no campo de avaliação, Scriven contabiliza diversos prêmios, entre eles o Lazarsfeld Award, da American Evaluation Association – da qual foi presidente -, por sua contribuição à teoria da avaliação. Autor de mais de 400 publicações sobre avaliação, filosofia da ciência e computação, começou a produzir o guia ainda nos anos 1950.

A obra conta com mais de dois mil verbetes sobre processos avaliativos com diversos focos, como diferentes esferas da educação, terceiro setor e órgãos governamentais, além de conter informações sobre avaliação de pessoas, programas, teorias científicas, produtos, propostas, desempenho entre outras.

“Foi Scriven quem estabeleceu que a avaliação vai muito mais além do que pesquisar alguns indicadores quantitativos e reportar os resultados encontrados. Ele foi o primeiro a afirmar que qualquer boa avaliação deve chegar a seu final com conclusões específicas sobre a qualidade, importância e o valor do que quer que esteja sendo avaliado. Para isso é preciso começar fazendo perguntas “realmente avaliativas”, ao invés de “apenas descritivas”, e apresentar respostas diretas e claras a estas perguntas importantes”, observa Thomaz Chianca, consultor internacional em avaliação de programas, gerente da COMEA Avaliações Relevantes e interlocutor e revisor da tradução do livro original.

Para Angela Dannemann, superintendente da Fundação Itaú Social, o livro é a bibliografia essencial para quem deseja se informar e tirar dúvidas a respeito do tema da avaliação e monitoramento.  “Seu lançamento vem reforçar o trabalho de consolidação de conceitos, parâmetros e padrões do campo de avaliação e monitoramento que o Grupo de Avaliação do GIFE vem conduzindo por meio de publicações, encontros e oficinas, bem como de um seminário anual.

Evento de lançamento 

Realizado em 30 de maio, em São Paulo, além de Angela Dannemann e Thomaz Chianca, o evento de lançamento contou com a participação de Wilson Risolia, Mônica Pinto e Rosalina Soares, da Fundação Roberto Marinho, e de Nilma Fontanive, coordenadora do Centro de Avaliação da Fundação Cesgranrio.

Os presentes puderam assistir a um ‘duelo de verbetes’, no qual Mônica Pinto e Angela Dannemann conectaram conceitos apresentados no livro aos processos avaliativos realizados por suas organizações. O verbete sobre avaliação formativa, por exemplo, afirma que essa “é contrastada com avaliação somativa. Normalmente é realizada durante o desenvolvimento ou melhoria de um programa ou produto. A distinção entre avaliação formativa e somativa foi bem resumida por Bob Stake: ‘Quando o cozinheiro prova a sopa, é avaliação formativa; quando os convidados provam, é somativa’”.

Os participantes puderam conhecer outros verbetes que compõem o livro e não são diretamente relacionados à avaliação, como causalidade e transdisciplinar, por exemplo.

No evento, também houve a exposição da professora Nilma Fontanive, que apresentou um experimento de introdução de avaliação formativa (avaliação de processos e habilidades) e avaliação normativa (de resultados e competências) nas disciplinas de Língua Portuguesa e Matemática no Ensino Médio em escolas da rede estadual de Tocantins.

Perspectivas

Para Mônica Pinto, gerente de desenvolvimento institucional da Fundação Roberto Marinho, vários associados GIFE foram ouvidos durante as atividades realizadas nos últimos anos – como no Ciclo de Encontros de Avaliação, seminários com especialistas nacionais e internacionais, mesas no Congresso do GIFE e reuniões ampliadas -, e essa escuta trouxe uma série de subsídios de extrema relevância para elaboração de um planejamento estratégico que atenda os times de avaliação e de gestão de programas dos associados em suas necessidades concretas. Em breve, teremos um plano de ação com dimensões focadas desde a ampliação de conhecimentos sobre práticas, metodologias e usos da avaliação até a exploração de formatos de abordagens sobre o tema, junto a diferentes interlocutores, tais como: principais executivos da organização, conselhos parceiros (públicos e privados) e etc”, avalia.

 

Related news

Apoio institucional