Edital da Fundação Abrinq busca organizações que atuem com crianças e adolescentes em situação de vulnerabilidade social

Estão abertas as inscrições do Edital 2019 do programa bianual Nossas Crianças, da Fundação Abrinq, organização com a missão de promover a defesa dos direitos e o exercício da cidadania da criança e do adolescente.  

A iniciativa tem como objetivo oferecer apoio financeiro e técnico para organizações da sociedade civil que atuam diretamente com crianças e adolescentes na faixa etária de 0 a 17 anos e 11 meses em situação de vulnerabilidade ou risco social e/ou pertencentes aos grupos sociais como indígenas, afrodescendentes, refugiados e pessoas com deficiência.

Além disso, o programa também auxilia as entidades a aprimorar seu planejamento estratégico, gestão financeira, comunicação institucional e atuação em rede.

Cada proposta deve propor implantação, ampliação e/ou qualificação do atendimento em um dos seis eixos: Acolhimento Institucional; Aprendizagem, como a preparação de adolescentes para o mundo do trabalho; Educação Infantil, como a ampliação de vagas em creches ou na pré-escola, ressaltando a importância de respeitar o brincar e as fases de desenvolvimento das crianças; ações de prevenção ou enfrentamento do Trabalho Infantil; promoção e atenção à Saúde Sexual e Reprodutiva, com ações socioeducativas de prevenção de Doenças Sexualmente Transmissíveis (DSTs);  e ações de enfrentamento e prevenção de situações de Violência Doméstica e Sexual.

Inscrições e seleção

Para participar, as organizações precisam ser constituídas legalmente no Brasil, ter pelo menos três anos de atuação, ser responsável direta pelo projeto inscrito e oferecer atendimento direto e gratuito a crianças e adolescentes (de zero a 17 anos e 11 meses).

As organizações selecionadas poderão receber apoio técnico e financeiro por até dois anos. Vale ressaltar que a Fundação Abrinq não realizará a cobertura integral do custo dos projetos, o que demanda contrapartida da própria organização proponente ou de outros financiadores.

Está dentro do escopo de despesas possíveis a serem financiadas: compra de alimentos para os beneficiários, compra de materiais pedagógicos, compra de materiais para a manutenção do trabalho (como materiais de escritório ou produtos de limpeza), despesas de manutenção (água, gás, luz, telefone e internet), transporte e pagamento de salários (professores, educadores, assistentes sociais, psicólogos, nutricionistas, entre outros).

A seleção das propostas será feita em quatro etapas: análise da documentação e dos requisitos de participação no edital, análise do projeto, visita aos pré-selecionados e avaliação dos finalistas.

Entre os critérios que serão considerados pela Fundação no momento da seleção estão: compatibilidade da missão e dos valores institucionais com os da Fundação Abrinq; garantia do mesmo padrão de atendimento para todas as crianças e adolescentes; participação da comunidade nas atividades da instituição; sustentabilidade financeira da organização; fundamentação do projeto no Estatuto da Criança e do Adolescente (ECA); coerência entre o cenário nacional, o diagnóstico local e a proposta encaminhada; equipe técnica com expertise e participante da construção do projeto apresentado; entre outros.

As inscrições podem ser realizadas até 11 de janeiro a partir do preenchimento do formulário online disponível neste link. A divulgação do resultado será feita pelo site da Fundação e está prevista para o mês de abril.

Todas as regras do edital estão no regulamento, disponível neste link. Eventuais dúvidas podem ser esclarecidas pelo e-mail [email protected] ou pelo telefone (11) 3848-5923.

Related news