Instituto Yamana intensifica ações em Goiás e na Bahia

O Instituto Yamana dentro de seu planejamento anual de atuação realizou ações nas comunidades em que a Yamana Gold tem operações no Brasil. Para isso, foram promovidas uma série de iniciativas para beneficiar as populações locais, nas áreas de conscientização ambiental, empreendedorismo, mercado de trabalho, cultura, desenvolvimento econômico, entre outras. Veja abaixo um panorama de todo esse trabalho.

Alto Horizonte (GO)

Cultura

Em agosto, o Projeto Quim Labareda, que tem o apoio do Instituto Yamana e patrocínio das empresas do grupo por meio da Lei Rouanet, realizou apresentações para cerca de 700 alunos de escolas municipais de Alto Horizonte e Nova Iguaçu de Goiás. Buscando promover uma conscientização dos jovens, os espetáculos abordaram a questão dos incêndios florestais, um problema que se agrava durante a estação mais seca do ano.

Além disso, em setembro, o projeto Circuito Estradafora, patrocinado pelo Instituto, realizou sessões gratuitas de cinema e teatro para cerca de 1.400 estudantes de escolas municipais e membros da comunidade nos municípios de Alto Horizonte, Nova Iguaçu e Campinorte.

Desenvolvimento econômico

Em parceria com o Projeto Agenda Pública, o Fórum de Dinamismo Econômico de Alto Horizonte foi realizado em agosto. A iniciativa, patrocinada pelo Instituto, realizou uma mobilização do grupo de 25 lideranças do município, entre representantes do poder público e sociedade civil. Na oportunidade foi promovida uma capacitação conceitual sobre desenvolvimento e dinamismo econômico. Um dos principais resultados do encontro foi estimular a conexão entre as pessoas, formando redes para propor ideais e transformá-las em ações.

Em setembro foi lançado o Seminário de Parcerias 2018 nos municípios de Alto Horizonte, Nova Iguaçu e Campinorte, com a participação de cerca de 30 Instituições. O Programa de Responsabilidade Social do Instituto Yamana financia até 85% de iniciativas que geram emprego, renda e qualidade de vida para a população. Os projetos são selecionados pela comunidade e pelo Comitê Gestor, e, após definição dos contemplados, as iniciativas recebem o investimento necessário, por meio da aquisição de equipamentos e materiais.

Meio ambiente

Em setembro, por ocasião dos dias da Árvore e do Cerrado, o Instituto promoveu uma ação para cerca de 80 crianças da Escola Municipal Branca de Neve, de Nova Iguaçu de Goiás, no Centro de Educação Ambiental de Chapada (CEA). Os participantes tiveram a oportunidade de visitar o viveiro e plantar mudas nativas do Cerrado. Uma representante da Secretaria Municipal de Meio ambiente esteve presente, e aproveitou para abordar as ações de controle ambiental realizadas pela Chapada.

Jacobina (BA)

Prevenção contra queimadas

Para conscientizar os moradores das comunidades de Jaboticaba, Itapicuru e Barra sobre a gravidade das queimadas, a Jacobina Mineração e Comércio (JMC) realizou uma campanha educativa sobre o assunto em setembro.

Ao todo, participaram da ação 37 integrantes das comunidades próximas à planta da JMC. As esquipes da empresa –compostas por integrantes das áreas de meio ambiente, comunidade, comunicação e brigada de incêndio– orientaram os moradores sobre como segregar corretamente o lixo para não precisar queimá-lo.

Os participantes aprenderam sobre como separar os resíduos secos e molhados; o que depositar nos coletores disponíveis nas comunidades para que eles não transbordem; e o que pode ser unido à vegetação para compostagem, como casca de frutas e verduras.

Primeiro emprego e empreendedorismo

Na semana da comunidade, o tema abordado foi primeiro emprego e empreendedorismo. A ação de primeiro emprego foi realizada no Instituto Federal da Bahia (IFBA), tendo como público alunos das escolas públicas de Jacobina que assistiram palestras dos profissionais de áreas diversificadas da JMC que falaram sobre suas atuações, responsabilidades, valorização salarial e expectativas. O segundo momento ocorreu com os jovens das comunidades de Itapicuru e Jaboticaba, que tiveram a oportunidade de realizar um teste vocacional com profissional especializado.

A temática empreendedorismo foi desenvolvida por meio de uma visita à Associação Orquídea Negra, no município de Saúde, que confecciona artesanatos e realiza várias oficinas de dança, música, capoeira, informática e literatura de cordel com seus associados. Além de conhecer a realidade de outra associação, os moradores de Itapicuru e Jaboticaba compreenderam que é possível o desenvolvimento contínuo e o fortalecimento das comunidades onde residem. Encerrando as atividades, a JMC ofereceu um curso de empreendedorismo para todas as associações de Jacobina.

 

Notícias relacionadas