Programa internacional investe em jornalistas que cobrem primeira infância

 

Com o objetivo de melhorar a cobertura noticiosa sobre saúde infantil e desenvolvimento na primeira infância, estão abertas as inscrições para mais uma turma do programa Early Childhood Development Reporting Fellows, uma iniciativa do International Center for Journalists (ICFJ), em parceria com o Children’s Investment Fund Foundation (CIFF), com apoio da Fundação Maria Cecilia Souto Vidigal (FMCSV).

Trata-se de uma formação, com duração de um ano, para capacitar jornalistas no tema da primeira infância, uma das etapas mais importantes para o desenvolvimento de cada indivíduo. Segundo Ana Carolina Vidal Guedes, analista de comunicação da Fundação Maria Cecilia Souto Vidigal, é durante esse período que a criança passa por processos de desenvolvimento importantes como o crescimento físico, o amadurecimento do cérebro, a aquisição dos movimentos e o desenvolvimento da capacidade de aprendizado para a iniciação social e afetiva.

Nesse sentido, a especialista destaca o papel da imprensa e de seus profissionais de informar a sociedade e mobilizar os gestores públicos, sociais e privados e também a sociedade para a importância da causa da primeira infância. “Colocar o tema no centro da pauta da imprensa é um dos nossos objetivos. Isto porque um maior conhecimento da sociedade sobre o papel da primeira infância no desenvolvimento humano levará a uma natural cobrança por ações e políticas públicas mais efetivas, e nossas crianças receberão a assistência necessária para crescerem saudáveis e atingirem o melhor de seu potencial”, defende Ana Carolina.

Além de capacitar os profissionais da imprensa, uma das ideias principais do programa é formar uma rede global de repórteres que escrevem sobre o assunto. Podem participar candidatos de Bangladesh, Brasil, Índia, Quênia, Nigéria e Tanzânia. A especialista argumenta que os encontros entre os profissionais, que acontecerão durante as duas viagens internacionais, possibilitam um fortalecimento dessa rede e uma troca de experiências que, por sua vez, enriquece o discurso e cria um ambiente propício para novas ideias de pautas que contam como a primeira infância é tratada em países com diferentes culturas e realidades.

“As turmas anteriores já se encontraram na Uganda e na África do Sul (Johanesburgo) e puderam estar com especialistas, conhecer organizações da sociedade civil, projetos e iniciativas governamentais que abordam o tema da primeira infância. A Fundação Maria Cecilia Souto Vidigal acredita que o intercâmbio de conhecimentos é fundamental para que possamos aprender com outros países, assim como eles aprendem conosco, e entender que esse assunto é uma preocupação mundial”.

O programa Early Childhood Development Reporting Fellows

Apesar de ser preferível que a pessoa tenha experiência prévia cobrindo questões sobre desenvolvimento infantil, o ICFJ também aceita candidaturas de, por exemplo, jornalistas que estão atualmente cobrindo saúde e nutrição, mas desejam aumentar a cobertura sobre questões da infância a partir de reportagens de qualidade e com orientações positivas sobre o tema. Além disso, profissionais de qualquer meio – rádio, televisão, impresso e online – podem participar, desde que sejam fluentes em inglês.  

A terceira edição do programa terá duração de março de 2018 até março de 2019, com uma bolsa integral para os participantes durante esse período. O treinamento terá início com uma orientação virtual, no formato de webinar, para que a cada participante seja designado um mentor que irá acompanhar as atividades durante o ano.

Ao longo desse período, serão oito webinars e duas viagens internacionais para um país que esteja implementando uma abordagem inovadora no desenvolvimento infantil. Todos os custos envolvidos, como visto, passagem, hospedagem e transporte local serão cobertos pelo ICFJ.

Também é requisito que os participantes trabalhem em um veículo ou tenham um compromisso de publicar periodicamente as notícias produzidas em um veículo de comunicação.

A seleção dos candidatos ficará a cargo de um grupo internacional de juízes, formado por profissionais da mídia e representantes do ICFJ e CIFF. Entre os critérios que serão considerados para a escolha dos participantes estão: qualificações profissionais, relevância da experiência e cobertura prévia de desenvolvimento infantil.

Inscrições para participar do edital

Os interessados em participar da seleção devem preencher, em inglês, o formulário disponível no site do programa e incluir: currículo, exemplos de notícias autorais sobre o desenvolvimento na primeira infância (podem ser enviadas no idioma em que foram produzidas) e uma proposta, em inglês, de publicações a serem cumpridas durante o ano.

As inscrições podem ser realizadas até o dia 4 de março.

FacebookTwitterLinkedInGoogle+