Projeto do Fundo Comunidade em Rede envolve mais de 10 mil moradores de Pedro Leopoldo

 

Realizado desde janeiro de 2014, o projeto Rede Comunitária em Ação (Recoa) envolveu mais de 10 mil moradores da cidade de Pedro Leopoldo, no interior de Minas Gerais, em diversas ações de conscientização ambiental, preservação da natureza e reciclagem. Implementado pelo Instituto Holcim, braço de responsabilidade social da LafargeHolcim, e dividido em duas fases (2014-2016 e 2016-2018), o Projeto Recoa faz parte do Fundo Comunidade em Rede, da RedEAmérica, e tem como objetivo geral estimular um modelo de desenvolvimento local, a partir do apoio a projetos de organizações de base, elaborados de maneira coletiva, a partir da interação entre diversos atores e do estímulo à constituição de parcerias , comitês e redes locais – tema que teve destaque em painel do X Congresso GIFE.

“O Congresso GIFE é uma referência no que diz respeito ao investimento social privado, um grande fórum de networking onde se reúnem os principais líderes dos projetos sociais. Participar dele é uma grande oportunidade para apresentarmos um pouco do nosso trabalho, trocarmos experiências e ampliarmos nossos conhecimentos sobre o assunto”, destaca Tatiana Nogueira, Coordenadora de Responsabilidade Social da LafargeHolcim.

Financiado por recursos do Fundo Comunidade em Rede, o Recoa vem ampliando a coleta de resíduos reciclados na cidade. Para facilitar e mensurar a coleta seletiva, o Recoa organizou a instalação e estilização de dez “muros inteligentes” na cidade, até março e estão previstas a entrega de mais cinco muros até junho desse ano. As edificações funcionam como pontos de coleta, com espaços dedicados para cada tipo de resíduo (metal, papel, plástico), sendo instalados nas escolas municipais e estaduais de Pedro Leopoldo. Além da construção, os muros também receberam pintura pelas mãos de estudantes da rede pública, como fruto de oficinas de grafitagem promovidas pelo próprio Recoa.

“O Fundo Comunidade em Rede é um fundo formado com o intuito de dar voz e estimular a participação ativa das comunidades com as quais trabalham os institutos e fundações membros da RedEAmérica Brasil e signatários do fundo (Instituto Holcim, Instituto Arcor Brasil, Instituto Votorantim, Instituto Camargo Corream Fundação Otacílio Coser e Fundação Aperam Acesita). A LafargeHolcim incentiva, por meio do projeto, que a população tenha em suas mãos o poder de desenvolver seus bairros e melhorar o bem-estar coletivo. Ao traçar essa missão, reforçamos nossa presença como um membro da comunidade, atuando como facilitadores e deixando o protagonismo para as organizações de base, associações e sociedade civil que participa ativamente desse processo de empoderamento”, afirma Tatiana Nogueira, Coordenadora de Responsabilidade Social da LafargeHolcim.

Além disso, o projeto promoveu o fortalecimento das associações participantes, 10 oficinas de conscientização ambiental nas escolas públicas, além de 2 mutirões em diferentes bairros, que propuseram palestras sobre saúde e meio ambiente, além de incentivar a limpeza do espaço público. O Instituto Holcim facilitou essa mobilização ao reunir associações de moradores, grupos de defesa do meio ambiente, poder público e iniciativa privada. A Associação de Catadores de Pedro Leopoldo, que tem papel importante na coleta dos resíduos dos muros, recebeu capacitação, apoio para regularização e melhorias estruturais e de governança, nas duas fases do Recoa. A organização proponente do projeto é a Associação Movimento Lagoa Viva.

Notícias relacionadas

Apoio institucional