Rede Temática de Saúde realiza terceiro encontro de planejamento estratégico

 

O terceiro e último encontro da Rede Temática (RT) de Saúde, de uma série para empreender seu planejamento estratégico, aconteceu no dia 7 de agosto, na sede da Associação Samaritano, em São Paulo.

Criada em 2015 a partir da percepção da saúde como estratégia de investimento social privado relacionada a um tema de enorme relevância na agenda pública brasileira, a RT de Saúde retomou sua articulação no ano passado após um hiato de três anos.

Após dois encontros norteados pelo debate em torno das prioridades e expectativas da Rede – coordenada por Raia Drogasil e Associação Samaritano -, o grupo iniciou 2019 com uma agenda de definições relacionada ao formato de atuação e funcionamento, com o objetivo de realizar um alinhamento estratégico da Rede.

Na primeira reunião da série, realizada no final de janeiro, os participantes endereçaram questões importantes – alinhadas ao Objetivo de Desenvolvimento Sustentável (ODS) 3: Assegurar uma vida saudável e promover o bem-estar para todas e todos, em todas as idades –, como o propósito da RT (“Unir esforços para melhorar a saúde no Brasil”) e sua missão (“Mobilizar e articular parcerias para qualificar o investimento social privado em saúde”). O segundo encontro, realizado em abril, tratou de pontos como governança, valores e acordos.

No terceiro encontro da série, o grupo se dedicou à definição de seu plano de ação para o próximo período. Os participantes valorizaram a realização da etapa de planejamento, ressaltando a importância da agenda para o alcance da visão do grupo e direcionamento de seu propósito.

Durante o último encontro, o facilitador da atividade Paulo Sabbag registrou sua preocupação em torno da amplitude do propósito consensuado pelo grupo. “Creio que criamos um propósito inspirador e ambicioso. O tema da saúde é muito amplo e complexo e, por isso, nos impõe encontrar um tema transversal, que permita uma atuação mais conjunta.”

Pensando nisso, o consultor propôs aos presentes uma dinâmica orientada por três perguntas-chave a fim de incentivar a elaboração do plano de ação do grupo: “Como unir esforços para melhorar a saúde no Brasil?”, “O que sua organização oferece para a RT de Saúde?” e “O que a RT de Saúde oferece para sua organização?”.

Observatório

A dinâmica registrou a preocupação da Rede com o alinhamento de sua atuação com as demandas sociais relacionadas à área da saúde. Entre as hipóteses, a atenção à primeira infância foi mencionada como ponto estratégico.

Entre as expectativas e aportes das organizações membros da Rede foram mencionados conhecimento, expertise, pesquisa, capacitação, redes de contatos, ferramentas de gestão e outros recursos, além de advocacy.

Ficou nítida a necessidade expressa pelo coletivo de observar e compreender as demandas da sociedade para, a partir destas, priorizar e desenvolver um plano de ação de acordo com as possibilidades e interesses do grupo.

A partir da explanação do consultor acerca dos Think Tanks – repositórios de ideias que advogam em favor da evolução de políticas públicas – o grupo consensuou trabalhar para a construção de um observatório da área da saúde, com vistas a empreender ações futuras de advocacy.

Nesse sentido, os próximos passos acordados pelos presentes giram em torno de ações relacionadas a pesquisa e convite de especialistas e palestrantes sobre o tema, criação de metodologia por meio de coleta junto ao grupo e mapeamento de modelos de observatórios, mapeamento do conhecimento existente acerca das demandas da população na área da saúde e definições para operacionalização da tarefa.

A próxima reunião da Rede Temática de Saúde está prevista para o início de setembro, quando o grupo dará continuidade às ações.

Related news

Apoio institucional