SITAWI participa de Fórum Latino-americano sobre Investimento de Impacto

 

No próximo dia 27, terá início a quinta edição do Fórum Latino-americano de Investimento de Impacto (da sigla em espanhol FLII). Durante três dias, investidores sociais irão se reunir em Mérida, no México, em debates e painéis com o objetivo de fortalecer o empreendedorismo social e o investimento de impacto. Entre as organizações com participação confirmada nas atividades está a SITAWI Finanças do Bem, associada ao GIFE.

Ao reunir atores de diferentes setores da região, como companhias ambientais e sociais, corporativas, fundos de investimento, fundações, OSCs e escolas de negócios, a ideia do Fórum, realizado desde 2014 (veja um resumo das edições anteriores no site), é fortalecer o ecossistema de apoio e financiamento de empreendedores sociais e ambientais. A partir de palestras, entrevistas com especialistas, exposições de casos bem sucedidos, workshops e painéis de discussão, espera-se criar um ambiente que facilite diálogos que, por sua vez, promovam ações conjuntas e colaborações na América Latina.

Criada em 2008, a SITAWI é uma organização pioneira no desenvolvimento de soluções financeiras para impacto social e na análise da performance socioambiental de empresas e instituições financeiras. Leonardo Letelier, fundador e CEO da SITAWI, ficará responsável por mediar a discussão que terá como tema “Mainstreaming Impact Investing: From why to why not”.

Juntamente com representantes de outras organizações, como Ford Foundation e MacArthur Foundation, a ideia desse painel é discutir a importância de caminhar na direção de tornar o investimento de impacto social mainstream na América Latina, ou seja, um assunto com a qual as pessoas tenham familiaridade.

Segundo Leonardo, é importante usar a proximidade geográfica e de contextos dos países da região, criando um benchmarking sobre o tema. “Em investimento de impacto, assim como em outros assuntos, a América Latina tem uma diversidade muito grande. Existem tópicos nos quais estamos ‘na crista da onda’, e outros nos quais estamos muito atrás. Um fórum desse tipo, que pretende juntar todos os países da região, é uma oportunidade justamente para promover a troca de experiências e um maior alinhamento entre países que estão mais próximos”. A programação completa do evento está disponível no site do Fórum.

Quando questionado sobre a perspectiva do tema para 2018, o especialista espera que a conversa sobre finanças sociais deixe de ser uma novidade, tornando-se algo que as pessoas comecem a incluir em suas decisões cotidianas.

Uma década de SITAWI

Em maio desse ano, a SITAWI irá completar dez anos de atuação. Para essa marca, será realizada a primeira edição do Seminário Finanças do Bem. Segundo Letelier, o encontro foi pensado para atores que já atuam e trabalham com Finanças Sociais e Finanças Sustentáveis, os dois pilares da organização.

“O evento será organizado em plenárias conjuntas, que tratarão sobre tópicos mais amplos envolvendo as Finanças do Bem, além de seções específicas com foco em Investimento de Impacto ou Investimento Responsável. A ideia é ter, por exemplo, uma atividade sobre Contratos de Impacto Social que atraia os atores envolvidos com Finanças Sociais, mas que também tenha apelo para aqueles que tratam de Finanças Sustentáveis no seu dia-a-dia, partindo os debates de um ponto mais avançado”.

Por ter um recorte específico e ser destinado àqueles que já têm um envolvimento com a temática, a SITAWI optou por convidar diretamente as pessoas para participar do Seminário.

 

Related news

Apoio institucional