DocMakers seleciona jovens para produção de minidocumentários sobre temáticas do X Congresso GIFE

 

Equidade e diversidade, educação, cultura de doação, participação…Temas que estarão na pauta de debates da 10ª edição do Congresso GIFE vão ganhar novos contornos a partir dos olhares e vozes da juventude paulistana, que terá a oportunidade de trazer à tona estas agendas em conexão com suas realidades, utilizando o poder da linguagem audiovisual.

Essa é a proposta do programa promovido pelo movimento DocMakers – coordenado pelo documentarista e empreendedor Leonardo Brant – que irá movimentar os três dias de Congresso, a ser realizado na cidade de São Paulo, entre 4 e 6 de abril. A ideia é envolver 10 jovens afrodescendentes, de 18 a 24 anos, moradores das áreas periféricas da cidade de São Paulo, que tenham atuação ativa em seus territórios e movimentos sociais, culturais e artísticos, na produção de minidocumentários sobre os assuntos que nortearão a programação do evento.

Os projetos de documentários serão realizados com base no Método DocMakers de produção, que visa conectar audiências com pautas de relevância social, promoção da justiça social e direitos humanos. “A base do trabalho é a democracia audiovisual, ou seja, como o audiovisual pode ser uma ferramenta de fortalecimento da democracia e da transformação social. E isso está ancorado em dois conceitos centrais: a autorrepresentação, que é a possibilidade das pessoas terem as ferramentas adequadas para poderem falar da sua realidade sem precisar de uma mediação; e o multiprotagonismo, que visa que mais pessoas possam produzir seus documentários, a fim de que tenhamos várias visões sobre a realidade. O documentário é uma ferramenta de promoção de diálogos na sociedade”, explica Leonardo, destacando a importância dessa proposta diante de uma crise muito grande da verdade em que vivemos atualmente na sociedade.

“Os instrumentos democráticos que usávamos até então para ter acesso aos fatos, aos acontecimentos, e ter um espírito crítico para poder balizar nossa participação na sociedade, estão em crise. Por isso, precisamos de novos modelos que permitam que as pessoas possam se manifestar, e ter meios próprios de compreender e traduzir a realidade. E é isso que buscamos: por isso o maker, que é desruptivo, que fortalece a ideia de ‘faça você mesmo’. A indústria da mídia, do cinema, da televisão, tem agendas que são incompatíveis com essa necessidade da democracia, de múltiplas visões de mundo e participação. Precisamos aproveitar os benefícios que as novas tecnologias trouxeram, facilitando e tornando mais acessível desde a compra de equipamentos, quanto a capacidade de criar, desenvolver, financiar e distribuir conteúdos audiovisuais de uma forma inédita. É um campo de luta social que se abre e que precisa ser explorado”, completa o especialista.

Atividades do programa 

O programa DocMakers no Congresso GIFE contará com várias etapas. Na primeira delas, os dez jovens selecionados participarão de uma oficina prévia ao Congresso, com dois dias de duração (29 de março e 3 de abril), com a proposta de discutir conceitos técnicos básicos da linguagem audiovisual, assim como conhecer mais a proposta do evento, suas linhas temáticas, conteúdos, palestrantes etc.

Em seguida, durante os três dias do Congresso, os jovens terão livre acesso para acompanhar e filmar os principais acontecimentos e personagens ligados aos temas escolhidos, visando o aprofundamento do conteúdo. Após a finalização do evento, os jovens receberão bolsas de estudo para participar do Curso DocMakers, a ser realizado de 6 de abril a 6 de maio, em imersão de três fins de semana no SerotoninaLab, em São Paulo.

Durante a formação – que é aberta ao público interessado -, com a participação de vários profissionais e especialistas do campo, serão apresentadas ferramentas avançadas de criação, financiamento, produção, engajamento de audiência e distribuição on-line, para produzir filmes em alta intensidade com autonomia e independência. Além disso, a formação contemplará todo o processo de produção, com embasamento teórico-conceitual sobre linguagem, roteiro, fotografia, áudio e montagem, buscando o aperfeiçoamento artístico e técnico dos novos documentaristas, com várias atividades práticas.

A proposta é que, ao longo do curso, os jovens também explorem a temática de seus minidocumentários para além das imagens captadas no Congresso, identificando novos personagens que consideram relevantes para cada uma das questões abordadas, assim como outras localizações que acharem interessantes, estabelecendo a conexão com seus territórios e suas realidades.

“A ideia é estimular o protagonismo criativo dos jovens, incentivando-os a criar ideias e formatos originais, inundando o Congresso de conteúdos diversificados e instigantes, engajando tanto o público presente quanto o das redes sociais a se conectar com os temas do Congresso. O audiovisual é uma ferramenta potente nas mãos de jovens. Por isso, queremos instigá-los a olhar para o que já fazem e a dar visibilidade a isso, e que também consigam visualizar o que ainda pode ser feito. É empoderamento”, ressalta Brant.

Ao final da formação, uma equipe de profissionais irá acompanhar os jovens para finalização dos filmes, que serão publicados em plataformas de YouTube – como o canal do GIFE,  e nas redes sociais do X Congresso com licença Creative Commons.

Como participar

Os jovens interessados em participar do programa DocMakers deverão se inscrever neste link entre os dias 5 a 23 de março, preenchendo um formulário online, no qual precisarão apontar qual tema pretendem aprofundar e debater em seus documentários, apresentando uma pequena proposta inicial. O formulário de inscrição estará disponível dentro de algumas horas.

Os selecionados serão conhecidos no dia 26 de março. Todos os participantes receberão uma ajuda de custo para a participação no Congresso e bolsas de estudos para o curso. Outras dúvidas ou informações podem ser obtidas pelo e-mail: leonardo@brant.com.br.

Como apoiar 

Investidores sociais interessados em apoiar a iniciativa – que permitirá, por exemplo, a compra e disponibilização de equipamentos para os jovens – podem entrar em contato com Mariana Moraes, gerente de Comunicação do GIFE, pelo e-mail: mariana.moraes@gife.org.br.

Inscreva-se

Para participar da seleção do Docmakers, inscreva-se aqui.

Congresso GIFE

Agendas Estratégicas

Leia Mais