Ebook debate fake news e visa promover educação midiática

Inúmeras iniciativas têm sido criadas para combater as chamadas fake news disseminadas em grupos de WhatsApp e demais redes sociais, sobretudo durante a pandemia do novo coronavírus. 

Para somar-se ao esforço de interromper o ciclo de notícias falsas e promover o letramento midiático, a DePropósito Comunicação de Causas lançou a campanha “De Verdade, DePropósito”. Uma das iniciativas é o lançamento do ebook Fake News em Debate: Guia para Combater a Pandemia de Informações Falsas na Internet. 

O documento sistematiza informações e conteúdos oriundos de transmissões ao vivo, palestras e entrevistas realizadas ao longo da campanha. 

A disseminação de notícias falsas por políticos, sobretudo durante campanhas eleitorais, é um dos temas abordados pela publicação, que mostra como equipes de comunicação e marketing digital são contratadas para empreender ações ilícitas, envolvendo acesso indevido a números de celular e e-mails, criação de perfis falsos e divulgação massiva de informações inverídicas. 

Motivações 

De acordo com estudos referidos pelo documento, um dos motivos para o uso de fake news é que as páginas que trabalham esse tipo de conteúdo costumam obter maior engajamento. “Entre 2017 e 2018, os veículos de comunicação tradicionais tiveram uma queda de 17% em seu engajamento, porém os propagadores de fake news tiveram um aumento de 61%”, revela a publicação. 

Segundo pesquisa realizada pelo Instituto Ipsos, citada no ebook, em 2018, 62% dos brasileiros acreditavam em notícias falsas, o que coloca o país como primeira nação que mais acredita nas fake news.

Fake news e saúde

Em diversas passagens, o documento reforça que a disseminação e o consumo de notícias falsas pode ser uma ameaça à vida, sobretudo quando se trata de saúde. 

No contexto da pandemia de Covid-19, a publicação reforça que a divulgação, por exemplo, de que o vinagre pode substituir o álcool em gel ou de que medicamentos sem comprovação científica são eficazes no combate à doença são ações que atrapalham os esforços de profissionais e autoridades da saúde que estão na linha de frente do combate à crise no mundo todo. 

O ebook traz ainda dicas simples que podem prevenir a disseminação de fake news, como checar a fonte da informação, verificar a data da publicação – já que muitas informações antigas são tiradas de contexto e divulgadas de forma oportuna -, assim como valorizar a imprensa profissional. 

Clique aqui para acessar o documento na íntegra.

Agendas Estratégicas

Notícias relacionadas

Apoio institucional