Programa de aceleração para startups de Construção é a nova aposta da Vedacit

A Vedacit é a primeira empresa no segmento de impermeabilização a lançar um programa de aceleração corporativa de startups no Brasil. Direcionado para as Construtechs (startups de construção civil), o Vedacit Labs vai selecionar cinco iniciativas para serem impulsionadas a partir de março de 2019.

O Programa de Inovação Aberta pretende escolher projetos voltados para duas áreas:

Digital

  • Sensores de IoT (Internet of Things);
  • Inteligência Digital (BIM, E-Commerce, CRM, IA)
  • Plataformas para a capacitação de pedreiros, aplicadores, Faça Você Mesmo (DIY), indicação de profissionais ou serviços para diagnóstico, gestão e monitoramento em obras;

Impermeabilização

  • Soluções para impermeabilizar sistemas de captura e reuso de água;
  • Serviços para habitações na baixa renda;
  • Melhoria dos processos construtivos nas etapas de impermeabilização.

O Programa de Inovação Aberta faz parte de uma jornada de transformação da empresa. Luis Fernando Guggenberger, gerente de Inovação e Sustentabilidade da Vedacit, conta que o objetivo é contribuir com a inovação e construção desse ecossistema para o setor da construção civil brasileira por meio das Construtechs. “Em um breve futuro nossa intenção é oferecer soluções integradas e não somente produtos de impermeabilização, especialmente no segmento B2B. As startups serão fundamentais para contribuir nesta nossa jornada de expansão”.

Inscrições

A abertura das inscrições tem início em 24 de setembro, pelo site da iniciativa. Em dezembro serão escolhidos as cinco empresas e o primeiro ciclo do Programa começará em março.

Benefícios

As Construtechs participantes contarão com seed money no valor de R$ 100 mil reais, para cada uma; seis meses de residência no WeWork em São Paulo, local onde já está a área de Inovação da Vedacit; quatro meses de aceleração em parceria com a Liga Ventures; incentivo para geração de negócios no segmento de construção civil.

O objetivo da empresa é que este seja o primeiro de muitos ciclos de aceleração. “Nossa expectativa é ampliar o relacionamento com as startups, aprendendo juntos, aprimorando e descobrindo cada vez mais iniciativas promissoras no nosso segmento. Queremos ser referência no campo do empreendedorismo voltado para as Construtechs no Brasil”, afirma Luis.

Material produzido pelo Grupo Baumgart

Associados

Leia Mais